• Aulas nas redes públicas e privadas em PE permanecerão sem aulas presenciais até o fim de junho

     

    Do JC Online

    Escolas, faculdades e universidades de Pernambuco, públicas e privadas, permanecerão sem aulas presenciais até o fim de junho por causa da pandemia do novo coronavírus. Decreto estadual que prevê o fechamento dos estabelecimentos de ensino, que expira domingo (31), vai ser renovado, garantiu o secretário estadual de Educação, Fred Amancio.

    Ele confirmou a informação na fim da tarde desta sexta-feira (29), ao vivo, em entrevista no Programa Balanço de Notícias, da Rádio Jornal. Fred disse que o novo texto será publicado pelo governo neste fim de semana. Somente na educação básica, Pernambuco tem mais de um milhão de alunos (580 mil na rede estadual, 400 mil nas escolas privadas e 94 mil apenas na rede municipal de Recife). As unidades de ensino estão sem aulas desde 18 de março.

    “Ao longo deste fim de semana o governador Paulo Câmara vai publicar um novo decreto, que não trata exclusivamente da educação, tem uma série de outras atividades envolvidas. Em paralelo, há todo um trabalho de planejamento da retomada das atividades”, disse Fred. “Em junho continuaremos sem aulas presenciais no Estado. Não há ainda uma data para retorno das aulas fisicamente, pelo menos na educação básica”, complementou.

    ANO LETIVO

    Esta semana, o professor Gauss Cordeiro, do Departamento de Estatística da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), disse, em entrevista à repórter Cinthya Leite, acreditar que as escolas não deverão retomar as aulas este ano por causa da pandemia da covid-19.

     

    Questionado se o ano letivo está perdido, Fred Amancio acha que não. “É claro que vamos ter que adotar estratégias diferentes pois é um ano com prejuízos para as atividades escolares. Não só do ponto de vista de aprendizagem como do aspecto emocional. Mas é muito importante manter o vínculo dos alunos com a escola”, destacou o secretário de Educação.

     

  • Em meio à crise sanitária autoridades estudam como se dará processo eleitoral

    A pandemia impactou profundamente a sociedade em todo o mundo, da macroeconomia às relações pessoais. E não será diferente com o processo político. Em meio à crise sanitária, 47 países já tiveram de adiar suas eleições, enquanto treze optaram por mantê-las.

     

    O Brasil encontra-se agora próximo desse dilema, tendo em vista o pleito municipal previsto para outubro. Não há ainda uma definição sobre o assunto, mas já existe um consenso entre lideranças políticas e a Justiça Eleitoral sobre o que não deve ser feito: prorrogar os atuais mandatos, ou seja, fazer a votação em 2021 ou, como querem alguns, apenas em 2022, unificando-a com a escolha de presidente, governadores, senadores e deputados.

     

    A decisão deve ocorrer até o fim de junho, por uma comissão formada pela Câmara e pelo Senado. Em caso de alteração do cronograma, é preciso ainda que o Congresso aprove uma proposta de emenda constitucional.

     

    O presidente da Associação Municipalista de Pernambuco - AMUPE, José Patriota, adiar o pleito para dezembro não altera muita coisa, talvez piore o caso. “Não teremos nem tempo para fazer a transição para o novo gestor, por exemplo. Com a última eleição foram gastos R$ 2,9 bilhões, sendo 69% desse valor de recursos públicos e 31% de recursos privados. É complicado, pois é um momento que o país precisa de dinheiro para combater o Coronavírus e, posteriormente, se reerguer, com investimentos para combater o desemprego, por exemplo, que será grande ao final disso tudo”, completou José Patriota.

     

    Alternativas têm sido levadas ao TSE por especialistas, como a possibilidade de manter a eleição nas datas previstas, mas com as seções em horário estendido para reduzir aglomerações. “Temos condições de fazer em outubro usando criatividade e tecnologia”, afirma Marcelo Weick Pogliese, coordenador-geral da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep), que propôs essa e outras mudanças, como a suspensão da biometria para evitar o contato direto entre eleitores e mesários.

     

    Com informações da Veja e AMUPE*

  • Flores: Programa vai contemplar mais de 2500 pacientes com a entrega de remédio em casa

    Os moradores de Flores que apresentam doenças como diabetes, hipertensão ou colesterol alto vão receber medicamentos, gratuitamente, na própria residência; com exceção de insulina que requer condições especiais de acondicionamento.

    A Administração Municipal, através do Programa Saúde em Casa vai ofertar aos mais de 2500 (dois mil e quinhentos) pacientes, praticidade e evitar as idas e vindas nas Unidades de Saúde, durante o período de 2 (dois) meses.

     

    A entrega dos medicamentos, terá início nesta segunda-feira e será realizada por Agentes Comunitários de Saúde – ACS.

     

    “O projeto foi uma ideia do prefeito Marconi, que visando a questão do isolamento social, nos alertou que muitas pessoas estavam se deslocando e superlotando as Unidades Básicas de Saúde em busca da medicação”; explicou o Farmacêutico Municipal, Manoel Neto.

    Adriano Vieira, Secretário de Saúde Municipal, acrescentou que reuniões já foram realizadas, “para o alinhamento e orientação para darmos início ao programa Saúde em Casa”.

  • O números de pacientes recuperados subiu para 59, em Serra Talhada

     

    A Prefeitura de Serra Talhada, através da Secretaria de Saúde, informa que foram confirmados mais 04 casos positivos para Covid-19 no município nesta sexta-feira (29/05), totalizando 109 casos, sendo 62 pacientes do sexo feminino e 47 do sexo masculino. 

     

    Os quatro novos casos se tratam de dois homens de 22 e 34 anos e duas mulheres de 28 e 40 anos. O número de casos em investigação subiu 25, enquanto o número de casos descartados subiu para 593, número expressivo em virtude da testagem rápida que vem sendo feita pela Secretaria de Saúde.

     

    Entre os 109 casos positivos, 44 pessoas estão em isolamento domiciliar e 03 permanecem em leitos de isolamento. O número de recuperados passou de 58 para 59 pessoas.

     

    Em relação aos 109 diagnósticos de Covid-19, são 36 exames RT-PCR feitos no Lacen, 67 TR no Laboratório Municipal José Paulo Terto e 06 exames particulares. 

     

    Quanto às faixas etárias, são dez pacientes entre 0 e 10 anos, onze pacientes entre 11 e 20 anos, vinte e um entre 21 e 30 anos, trinta e seis entre 31 e 40 anos, 18 entre 41 e 50 anos, treze entre 51 e 60 anos e dez acima de 60 anos.

    Portanto, Serra Talhada contabiliza 109 casos confirmados, 25 em investigação, 593 descartados, 59 recuperados e 03 óbitos. 


    Em relação à distribuição dos casos por bairros, são 07 na Cohab/Tancredo Neves, 07 no Bom Jesus, 13 no IPSEP, 01 na Caxixola, 10 no São Cristóvão, 04 no Vila Bela, 08 no Alto da Conceição, 29 na AABB, 15 no Centro, 01 no Universitário e 14 na zona rural. 

  • Governo de Pernambuco vai reforçar estrutura da saúde no interior

    O Governo de Pernambuco, por intermédio da Secretaria de Saúde, está reforçando a rede estadual exclusiva para pacientes com a Covid-19 no mês de junho, com a entrega de três hospitais de campanha que estão sendo instalados nas cidades de Caruaru, Serra Talhada e Petrolina, representando um investimento de mais de R$ 4 milhões. Essa estrutura terá uma oferta total de 301 novos leitos. Mais 38 UTIs também serão entregues em municípios da Zona da Mata, Agreste e Sertão.

    Em Caruaru, serão instalados 104 leitos, sendo 76 de enfermaria, 26 semi-intensivos e dois de estabilização. A unidade de Serra Talhada terá 95 leitos (72 de enfermaria, 22 semi-intensivos e um leito para estabilização). O Hospital de Campanha de Petrolina terá capacidade para 102 leitos (74 de enfermaria, 26 de tratamento semi-intensivo e duas vagas para estabilização).

     

    Serão entregues, nos próximos dias, 38 leitos de UTIs nas cidades de Vitória de Santo Antão, Garanhuns, Caruaru, Serra Talhada e Goiana. Esse reforço do Estado já garantiu a abertura de 421 leitos dedicados exclusivamente a pacientes com a Covid-19 em 13 cidades polo do interior, sendo 139 de UTIs e 282 de enfermaria.  As UTIs estão distribuídas em hospitais de Palmares, Limoeiro, Goiana, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Araripina e Petrolina.

     

    Segundo a secretária-executiva de Vigilância em Saúde do Estado, Luciana Albuquerque, em pouco mais de dois meses, Pernambuco conseguiu abrir 1.447 leitos, sendo 635 UTIs. "Por determinação do governador Paulo Câmara, temos monitorado diariamente os dados da doença, inclusive sua entrada no interior, e atuado na vigilância dos casos e também para garantir a estrutura necessária na rede de saúde", comentou Luciana.

  • Cimpajeú: Até o presente momento, os municípios não receberam o auxílio

    Amigo Júnior Campos;

    O Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú – CIMPAJEÚ, vem através desta nota, prestar esclarecimentos referente ao auxílio financeiro do Governo Federal para o combate do Coronavírus.

    Para restabelecer a verdades dos fatos, cumpre informar a população que na data do dia 27 de maio de 2020, o Presidente da República sancionou o Projeto de Lei Complementar que trata sobre a ajuda financeira aos Estados e Municípios – Lei Complementar 173, de 27 de maio de 2020.

    Esclarecemos que o Governo Federal irá socorrer financeiramente os municípios brasileiros em razão da crise que o Brasil se encontra, onde os recursos a serem recebidos não serão unicamente para o enfrentamento ao Coronavírus, mas para fazer frente a todas as despesas, em todas as áreas, que os Municípios foram afetados por este momento de crise.

    Numa leitura do texto, fica claro que o auxílio financeiro a ser repassado para os Municípios e Estados, devem ser utilizados para cobrir as dívidas decorrentes da crise e, também, em ações ao combate do Coronavírus.

    Até o presente momento, os municípios não receberam o auxílio decorrente desta Lei Complementar, logo, em que pese alguns veículos cobrando e afirmando que os municípios receberam tal auxílio, o que não é verdade.

    Importante ressaltar que ainda serão regulamentados os procedimentos de repasse dos recursos aos Municípios.

    Por outro lado, é inconteste que todos os municípios estão adotando diversas medidas para o enfrentamento desta pandemia, não somente na área da saúde, como por exemplo a instituição de barreiras sanitárias, compras de EPI, aquisições de cestas básicas, kits de Merenda, Distribuição de máscaras e álcool em gel para população, criação de assistência de teleatendimento à população, priorização da Atenção Básica para o atendimento aos sintomas da COVID-19.

    Ainda elaboração de Planos de Contingências, capacitação de profissionais para enfrentamento dessa doença, ampliação de hospitais com alas de emergência respiratória, criação de leitos de UTI para atendimento dos pacientes, construção de hospital de campanha, dentre tantas outras medidas, mesmo com a evidente queda de receitas.

    A população tem todo o direito de cobrar de seus gestores a transparência da utilização de seus recursos, todavia, é dever do cidadão de evitar propagar inverdades, as famosas “Fake News”, pois prejudicam os andamentos dos trabalhos, além de configurar crime.

    Estamos todos unidos no combate a esta pandemia e devemos, cada vez mais, fazermos nossa parte.

    Por fim, informamos que caberá aos Poderes Executivos verificarem as áreas em que os valores a serem recebidos serão empregados, balanceando as finanças municipais, sem perder o foco na necessidade de alocação do dinheiro no enfrentamento do Coronavírus.

    Diretoria e integrantes do Cimpajeú 

  • Após operação da Polícia Federal PSB defende gestão de Geraldo Júlio

    NOTA À IMPRENSA

    O PSB de Pernambuco destaca e reitera a confiança no trabalho desempenhado pelo prefeito Geraldo Julio e pelo secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia. Desde o primeiro caso confirmado da Convi-19 na cidade, a gestão municipal tem trabalhado arduamente para salvar vidas.

    Esse trabalho resultou na construção de sete hospitais de campanha, com mais de mil pacientes que já receberam alta.

    A população recifense reconhece o trabalho do prefeito Geraldo Julio, um gestor que tem a vida dedicada ao serviço público. O PSB apoia e acredita no andamento das investigações, que mostrará a realidade dos fatos.

     
    ENTENDA

     

    A Polícia Federal (PF) pediu explicações à Prefeitura do Recife sobre as dispensas de licitações na compra milionária de equipamentos de proteção individual (EPIs) para combate ao novo coronavírus. O ofício da PF foi encaminhado ao secretário de saúde do Recife, Jailson Correia. No documento, a Polícia Federal solicita que a prefeitura apresente no prazo de 5 dias.

    Devem ser apresentadas cópias dos contratos das dispensas de licitações e notas fiscais e empenhos da compra de equipamentos de proteção individual a empresa Delta Med Distribuidora de Medicamentos EIRELI. De acordo com a PFl, os contratos assinados ultrapassam 15 milhões de reais.

  • PF aprende celular de secretário e faz buscas na prefeitura do Recife

    A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (28) a segunda fase da Operação Apneia. Foram realizadas diligências nos estados de São Paulo e Pernambuco. No Recife, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos bairros do Recife, no Centro, e Espinheiro, na Zona Norte da capital.

    A ação acontece em conjunto com o Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União e decorre de investigação de irregularidades em contratos celebrados através de dispensas de licitação pela Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Saúde, para aquisição de 500 respiradores pulmonares em caráter emergencial, para combate à Pandemia de Covid-19 no município.

  • Prefeitura de Flores inicia terceira agenda de entrega dos kits alimentação

    A Prefeitura de Flores, por meio da Secretaria de Educação dará início na próxima segunda-feira (1), ao terceiro calendário de entrega do kit alimentação aos mais de 3 mil alunos da rede municipal de ensino.

    A exemplo do que ocorreu nas duas primeiras agendas, realizada nos meses de março e abril, a ação vai beneficiar todos os alunos da rede municipal de ensino. A distribuição dos kits vai acontecer nas unidades escolares, obedecendo um cronograma, onde equipes da secretaria de educação vão realizar a entrega tomando todos os cuidados, quanto ao uso de equipamento de proteção individual durante o procedimento de distribuição, reforçando as medidas de segurança e higiene para prevenção do Coronavírus.

    Cada kit contém, 1kg de arroz, 1kg de macarrão, 1kg de cuscuz, 1kg de feijão, 1 óleo de soja, 1 bandeja de ovos, 1kg de açúcar, 1 pacote de leite, pacote de biscoito e 1 extrato de tomate. Os gêneros alimentícios ofertam carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais.

    A ação de distribuição de kits alimentícios faz parte de um leque de inciativas da gestão municipal, através da Secretaria de Educação, para fortalecer o trabalho informativo e estreitar a relação família escola, já que além do kit, pais estão recebendo atividades escolares e orientações pedagógicas.

  • Casos confirmados de Covid-19 subiu para 87, em Serra Talhada

    A Prefeitura de Serra Talhada, através da Secretaria de Saúde, informa que o número de casos confirmados de Covid-19 subiu para 87 no município, de acordo com os dados consolidados nesta terça-feira (26/05).

    Os novos casos se tratam de dois profissionais de saúde do sexo masculino, de 26 e 32 anos; duas mulheres de 27 e 28 anos; um homem de 33 anos; uma adolescente de 17 anos; e uma criança do sexo masculino, de 08 anos.

    O número de casos em investigação caiu para 22 e o número de casos descartados subiu para 425. 

    Portanto, a cidade contabiliza 87 casos confirmados, 22 casos em investigação, 425 casos descartados, 46 pessoas recuperadas e 03 óbitos. No momento são 35 pacientes em isolamento domiciliar e 03 pacientes 

  • Triunfo, no Pajeú, já contabiliza 17 casos de Covid-19 e 4 mortes

     

    O município de Triunfo, Sertão do Pajeú, já soma 17 casos confirmados de Covid-19, segundo o mapa divulgado nessa segunda-feira (25) pelo o governo municipal. Além disso, tem quatro óbitos confirmados e um quinto em investigação.

    No balanço também há o registro de 106 pessoas em quarentena domiciliar monitorada e 7 em isolamento.

    Com 28 casos casos descartados da doença, o número de recuperados, segundo o boletim, ainda é baixo: apenas 6 casos.

  • Secretaria de Saúde de Calumbi atualiza boletim epidemiológico

    A Secretaria de Saúde de Calumbi atualizou nesta segunda-feira (25/05), o boletim epidemiológico da COVID-19 no município.

    Em nota, a Secretaria de Saúde explicou que a paciente falecida no município de Flores na última sexta-feira (22), testou negativo para coronavírus.

    A Secretaria de Saúde finalizou o informe, lamentando a perda de uma cidadã calumbiense, e completando: “continuaremos nosso trabalho para evitar óbitos decorrentes desse vírus no nosso município, contando sempre com o apoio e colaboração da população”.

     

    O município segue contabilizando, 04 casos em investigação.