• Prefeitos definem chapa para presidência do Cimpajéu; com Marconi presidente

    Apesar de ter externado não ter interesse em disputar a presidência do Cimpajeú – Consórcio Integrado dos Municípios do Pajeú, Marconi Santana do PSB, prefeito de Flores acabou sendo escolhido, em reunião nesta segunda-feira (23), para encabeçar a chapa “União e Progresso”, com Sávio Torres, prefeito de Tuparetama na vice e João Batista de Triunfo, como 1º Secretário.

    Estiveram presentes: Zeinha de Iguaracy, João Batista de Triunfo, Marconi Santana de Flores, Sávio Torres de Tuparetama, Tássio Bezerra de Santa Cruz, Manuca de Custódia, Luciano Duque de Serra Talhada, Sandrinho vice-prefeito de Afogados e Lino Moares de Ingazeira.

  • Danilo Cabral e Anchieta Patriota tratam de investimentos para Carnaíba

    O deputado federal Danilo Cabral (PSB) recebeu o prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), em seu escritório, no Recife, nesta segunda-feira (23). Os dois trataram sobre ações para o município, como investimentos para agricultura e na saúde. O deputado destinou emendas no Orçamento Geral da União 2017 para Carnaíba nas áreas de infraestrutura e saúde. Esta para o custeio do Hospital Zé Dantas.

    "As emendas são impositivas, ou seja, o Governo Federal é obrigado a pagá-las no exercício deste ano. Então, é um recurso assegurado para a Prefeitura de Carnaíba", afirmou o deputado. Cada parlamentar, apresentou emendas no valor de R$ 15,3 milhões para o Orçamento deste ano.

    Na área da agricultura, Danilo e Anchieta trataram sobre a inauguração dos sistemas simplificados de abastecimento d'água em Curral Velho e Jatobá, comunidades da zona rural de Carnaíba. As obras são da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do Estado e devem ser entregues à população nos próximos dias. "É uma ação que vai beneficiar 200 famílias, melhorando a qualidade de vida nessas localidades", disse Anchieta Patriota.

    Segundo Danilo Cabral, ele irá acertar uma data com o secretário Nilton Mota para realizar uma visita ao Sertão do Pajeú e, assim, marcar as inaugurações dos sistemas simplificados. O deputado esteve na região no fim do ano passado, quando visitou Carnaíba e Flores. Ele tem aproveitado o recesso do Congresso Nacional para visitar diversos municípios pernambucanos, se reunindo com lideranças políticas e ouvindo as demandas da população.  

  • Luciano Duque (PT) convida prefeitos para recepcionar Michel Temer (PMDB)

    O prefeito de Serra Talhada de Serra Talhada, Luciano Duque do PT acabou de convidar em reunião da sede do Cimpajeú – Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú, em Afogados da Ingazeira, os prefeitos para receber o presidente da república Michel Temer do PMDB.

    Temer cumpre agenda na Capital do Xaxado na próxima segunda-feira (30), onde na oportunidade inaugura o IF – Sertão. A solenidade vai ocorrer, às 09h30.

    Ao falar com Júnior Campos, o gestor de Serra Talhada disse está animado e comemorou: "Isso é a consolidação de um sonho de todos nós. Serra Talhada se consolida como um dos principais polos de educação do Sertão".

  • Os movimentos de Marcos para ser chamado por Duque, o alívio de Mônica e apelo de Marconi por água

    FORÇANDO: Enquanto o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), toca o segundo mandato sem realizar mudanças do primeiro escalão. O quarto suplente de vereador, Marcos Oliveira do PRTB já trabalha para antecipar a saída dos vereadores Zé Raimundo do PTC e Sinézio Rodrigues do PT do parlamento, em direção à pasta de Esportes e Planejamento e Gestão e, ainda faz prognóstico que Zé Pereira do PT, também suplente, volte para pasta de Agricultura. Se tudo der certo, como vem forçando Marcos, ele espera ser chamado por Duque, para compor o time de elite da segunda gestão de Duque.

    DESMENTIU: Sinézio Rodrigues e Zé Raimundo se apressaram em informar que não foram convocados por Luciano Duque para deixar a Câmara de Vereadores para ocupar uma secretaria no governo Duque. Os dois juram de pés juntos que, não receberam tal chamado. A conferir...

    ALIVIADA: Apesar de manter o suspense quanto à permanência ou não, de Mônica Cabral, na Secretaria de Mulher. Luciano Duque, ao receber a Coordenadora Regional da Secretaria da Mulher de Pernambuco, Marília Correia, reafirmou o compromisso com as políticas públicas voltadas para as mulheres, e completou: “da mesma forma que dissemos que os avanços obtidos a partir dessas políticas continuam tendo o acompanhamento e a atenção do nosso governo”. A fala do prefeito, quebra a inquietação de Cabral.

    APELO: Em Flores, Marconi Santana, após anunciar que vai resolver um problema histórico da falta d’ água no Povoado Tenório, com a implantação de um sistema adutor, o gestor neste domingo autorizou a limpeza do açude do açude do saco Romão, e de quebra fez um apelo ao governo de Pernambuco e ao Governo Federal. “Vamos buscar uma solução! Sei que não é fácil. Mas vamos tentar ver uma solução para não deixar o agricultor deixar o campo e ir pra cidade”.

     

    ESCALADO: Diferente de Luciano, Márcio Oliveira (PSD), vice-prefeito de Serra Talhada, após encontro com o Senador Armando e o deputado Augusto, tratou o senador do PTB de parceiro. Márcio garantiu que na oportunidade apresentou “importantes ações e projetos que estão sendo executados pelo governo municipal, no sentido de sensibilizar o senador para que continue ajudando o município através da destinação de emendas".

  • Temer vai indicar substituto de Teori após definição de relator

    O presidente Michel Temer afirmou na tarde deste sábado que só vai indicar o substituto de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF) “após a indicação de um novo relator”. Caberá à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, redistribuir o processo da Operação Lava Jato, que Teori relatava. A ministra já indicou que deve redistribuir o processo entre os atuais dez integrantes da Corte.

    A declaração de Temer foi dada em Porto Alegre, durante o velório de Teori Zavascki, que ocorre na sede do tribunal Regional federal da 4ª Região (TRF-4). O presidente registrou seu pesar pessoal e de todo o governo pela morte de Teori e disse que se trata “de uma perda lamentável para o país, o poder Judiciário e a classe política”.

    “Ele era um homem de bem. O Brasil precisa cada vez mais de homens com a competência moral e profissional de Teori”, acrescentou Temer.

    Fonte: Veja

  • Afogados, São José do Egito e Serra Talhada serão contemplados com o Processo Judicial eletrônico

    O Processo Judicial eletrônico (PJe), a partir desta segunda-feira (23), passa a funcionar em mais quatro comarcas de Pernambuco de forma facultativa. São elas: Afogados da Ingazeira, São José do Egito, Serra Talhada e Sertânia. A partir do dia 23 de fevereiro o protocolamento de novas ações será obrigatório nessas unidades.

    As novas ações ajuizadas tramitarão em meio eletrônico em oito órgãos julgadores que integram o polo de Serra Talhada, no Sertão do Estado. As unidades judiciárias que passam a ter a tramitação eletrônica são: as 1ª e 2ª Varas Cíveis de Serra Talhada; as 1ª e 2ª Varas Cíveis de Afogados da Ingazeira; as 1ª e 2ª Varas de São José do Egito; e as 1ª e 2ª Varas de Sertânia. Com a implantação, o PJe passa a funcionar em 118 comarcas e 367 unidades judiciárias, no 1º e 2º graus de jurisdição do Poder Judiciário estadual.

    Estão incluídas causas de competência cível, fazenda pública, família, acidentes do trabalho, sucessões, execuções de títulos extrajudiciais, executivos fiscais, cartas de ordem, precatórias e rogatórias. Não estão abrangidos os feitos de natureza criminal, atos infracionais, de infância e juventude e das câmaras de conciliação, mediação e arbitragem.

    O PJe foi desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com tribunais brasileiros a fim de garantir a automação do Poder Judiciário. Lançado em 2011, o sistema visa a permitir a prática de atos processuais em todos os ramos da Justiça, proporcionado mais segurança, transparência e celeridade à tramitação processual e contribuindo para a redução do uso do papel, já que as ações deixam de estar no meio físico.

  • Após sofrer ataque de hacker, prefeitura de ST inicia processo de recuperação dos arquivos

    NOTA DE ESCOLARECIMENTO

    O portal da Prefeitura Municipal de Serra Talhada, como já foi amplamente noticiado, foi invadido por hackers, que apagaram todos os arquivos disponíveis na plataforma. Todavia, o Núcleo de Tecnologia da Informação da Prefeitura de Serra Talhada iniciou o processo de recuperação dos arquivos, que existem fisicamente e em backups.

    Nesse sentido, ressaltamos que algumas informações ainda não estão disponíveis no portal, devido ao processo paulatino de restauração e digitalização daquilo que foi perdido após a ação dos hackers. No entanto, todo e qualquer cidadão poderá ter acesso, a qualquer documento, mediante solicitação a Controladoria Geral do Município ou pelo e-SIC, que está a disposição da população para esclarecer quaisquer questionamentos em relação ao tema em questão.

    O NTI e a Controladoria Geral estão trabalhando incansavelmente para restabelecer todos os serviços com a maior brevidade possível, pois também é o desejo da Prefeitura Municipal que sejam normalizados o quantos antes.

  • Prefeitura de Serra Talhada com vagas de trabalho abertas; confira!

    Está aberto o processo seletivo de contratação temporária por excepcional interesse público da Secretaria Municipal de Administração, com diversos cargos para as várias áreas da administração pública.

    As inscrições vão de 18 de janeiro a 03 de fevereiro de 2017, e devem ser solicitadas através de formulário específico, no site oficial da prefeitura, e que deverão ser entregues na sede da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, localizada na Rua Joaquim Godoy, 531, Bairro Nossa Senhora da Penha, Serra Talhada – PE.

    As vagas disponíveis são para atender  as secretarias de Esportes e Lazer; Agricultura Familiar; Obras e Infraestrutura; Serviços Públicos; e Desenvolvimento Econômico. Todos os critérios para a inscrição estão disponíveis no edital anexado aqui.

  • Nêgo de Raulino morre no Recife aos 47 anos de idade, blog externa pesar

    Faleceu hoje no Recife, aos 47 anos, o político, amante da cultura pernambucana, cabelereiro e filho de Flores, Francisco José Alves de Araújo - o popular Nêgo de Raulino. Nêgo estava internado no Hospital da Restauração e respirava com ajuda de aparelhos, e com o agravamento de seu estado clínico veio a obtido.

     

    Flores perde um filho ilustre. Um amigo de todos e amante de sua terra natal, que sempre fez questão de enaltecer, seja em solo brasileiro ou estrangeiro, por onde teve destaque profissional pelo excelente desempenho com cabelereiro.

    Registramos o nosso sentimento de perplexidade por sua partida, e aos familiares nosso sentimento de condolência.

  • Flores: Sec. de Finanças fala em eficiência de gestão ressaltando transparência e responsabilidade

    Durante reunião, convocada pelo prefeito Marconi Santana, com servidores municipais, neste sábado (21), na sede da prefeitura; a Secretária de Finanças Renata Santana chamou à atenção do público para o desafio no controle das contas públicas, isso com o olhar para o cenário de incertezas não só na dimensão nacional como local, lembrando que não houve transição de governo e que os serviços essenciais estão sendo priorizados e que não tem certeza do orçamento.

    A auxiliar de Marconi Santana falou em gestão com responsabilidade e transparência e ainda ressaltou que "as despesas fixas nos preocupam... vamos colocar os pés no chão".

    Renata ainda destacou que "não podemos comprometer o serviço público com remuneração, para garantirmos a população um serviço de qualidade. Isso foi que foi prometido e é o que vamos fazer. Cumprir com responsabilidade, é preciso planejar, gastando naquilo que é essencial. Nosso compromisso foi de ofertar um serviço eficiente e de qualidade", reforçou.

  • Em encontro com Armando, Márcio Oliveira diz que apresentou projetos importantes para Serra Talhada

    O vice-prefeito de Serra Talhada, Márcio Oliveira do PSD que nutre o desejo de suceder Luciano Duque em 2020 externou otimismo ao cumprir sua primeira agenda política. Márcio esteve com o Senador Armando Monteiro do PTB e Deputado Augusto César do mesmo partido nesta sexta-feira (20).

    “Participamos de uma produtiva reunião com o senador Armando Monteiro Neto e o deputado estadual Augusto Cesar, junto com outros vice-prefeitos e prefeitos da região, onde pudemos apresentar projetos importantes para o desenvolvimento da nossa cidade”, escreveu Márcio em seu perfil no facebook.

     

  • Lei prevê divulgação de custos de shows patrocinados pelo Poder Público, Anildomá defende iniciativa

    Shows e apresentações culturais públicas são parte do patrimônio cultural de Pernambuco, desde as grandes festas de Carnaval e São João até as celebrações dos padroeiros de pequenos municípios. Mas numa época em que a crise econômica deixa os recursos para Estados e municípios cada vez mais escassos, surge a pergunta: a alegria da festa vale o preço que é pago?

    Com a entrada em vigor da Lei Estadual nº 15.818/2016, no mês de junho, ficou mais fácil para os cidadãos pernambucanos responderem a essa pergunta. A norma torna obrigatória a afixação de placas com os cachês e custos de produção de todos os shows que tenham recebido recursos públicos no Estado. As placas devem ficar em local visível durante a realização do evento.

    A lei ganhou visibilidade pela primeira vez durante o Festival de Inverno de Garanhuns, realizado em julho passado. Banners informativos sobre a norma foram colocados em diversos polos do evento. A Secretaria de Cultura do Estado, responsável pelo festival, ressaltou que, “com a publicidade dos gastos no próprio local onde a ação está ocorrendo, fica garantido que todos tenham acesso a essas informações, que já eram rigorosamente publicadas no Diário Oficial do Estado”.

    “A nossa ideia foi aumentar a transparência e aumentar a consciência do cidadão a respeito dos custos dos shows. É um problema grave, principalmente em pequenos municípios”, explica o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD), autor do projeto que deu origem à lei. “Tem município que não paga funcionários em dia e sofre com a falta de médicos e de remédios no hospital, mas, para alegrar o povo, gasta uma fortuna com shows. As festas são importantes, porém, num momento como esse podemos fazer celebrações mais comedidas, com atrações locais”, avalia o parlamentar.

    Em 2016, alguns municípios chegaram a cancelar a festa de São João. Foi o caso, por exemplo, de Serra Talhada, no Sertão do Pajeú.  “Cancelar uma festa tão tradicional não deixa de ser traumático. Mas pior seria gastarmos recursos nessa crise que assola os cofres dos municípios”, afirma Anildomá de Souza, secretário de Cultura de Serra Talhada. Para ele, mais transparência vai permitir que se possa trabalhar com a realidade local de cada cidade, valorizando a prata da casa. “Temos uma lei municipal garantindo que 50% das atrações culturais devem ser locais. Mas somos pressionados por setores da sociedade para colocar no palco artistas de outras regiões”, relata o secretário.

    Entre os artistas e produtores, a nova regulamentação gerou reações divididas. A cantora Nádia Maia viu a mudança como positiva. “Com essa divulgação, as pessoas vão poder ver a desigualdade que há entre os cachês para as atrações nacionais e para as de Pernambuco”, considera. “No mundo da arte, tudo é caro. O valor que investimos na estrutura do show é o mesmo gasto por artistas de fora”, pontua.

    Já a produtora cultural Karina Hoover não concorda com a exibição dos valores para o público. “As pessoas muitas vezes não sabem que o valor exposto inclui despesas com passagens e hospedagem dos artistas envolvidos. Eu não acho que essa exposição vá melhorar a fiscalização do gasto público”, diz ela, que produz eventos como o Festival de Circo no Brasil. Para a produtora, melhor seria haver um valor pré-determinado para contratação de artistas.

    “Deveríamos ter a contratação por editais, já com um valor fixo para o cachê. Ficaria mais transparente para o artista, e o Governo poderia se preparar melhor para pagar o que foi acertado”, sugere. “Dessa forma, não é o artista que fica exposto, e sim os gestores públicos que precisam explicar os critérios usados em suas escolhas”, argumenta.

    Fonte: Alepe