• Prefeitura de Flores antecipa pagamento de servidores

    Os servidores efetivos de Flores terão seus pagamentos antecipados. A ação da gestão municipal, se dá por conta da tradicional Festa das Rosas que terá início na próxima sexta-feira (26). Os créditos referentes aos vencimentos do mês em curso, já começaram a serem efetuados nesta quarta-feira (24).

    De acordo com o Prefeito Marconi, "é obrigação honrar com o pagamento daqueles que colaboram com o desenvolvimento da nossa terra, e por ocasião da grande festa que realizaremos, nós achamos importante antecipar o pagamento para que todos os servidores possam desfrutar da festa com satisfação, e façam a nossa economia girar. Isso acaba se tornando um benefício para toda a população", afirmou Marconi.

  • CAOS EM BRASÍLIA: Deputados trocam empurrões no plenário da Câmara

    Uma cena lamentável tomou conta do plenário da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira. Deputados entraram em confronto, trocaram empurrões e se xingaram, levando à suspensão da sessão por trinta minutos até os ânimos se acalmarem.

    A confusão começou após o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) subir à tribuna para contestar a decisão do presidente Michel Temer (PMDB) de determinar a convocação do Exército e da Força Nacional para conter uma manifestação que, nesta tarde, transformou-se em baderna. Houve quebra-quebra de ministérios, depredação do patrimônio público e confronto com a Polícia Militar. A medida foi tomada após pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). “Eu pedi o apoio da Força Nacional de Segurança porque o ambiente lá fora estava como um campo de guerra”, afirmou Maia.

    “Se houve a solicitação do presidente da Câmara para que se estabelecesse um estado de sítio, como a gente tem naturalidade para continuar votando como se nada tivesse acontecendo?”, questionou Braga. “Se não garantirem a minha palavra, eu vou aí e vou tomar a presidência”, ameaçou Maia. Ao descer da tribuna, deputados, em um movimento generalizado, começaram a se empurrar.

    Desde a abertura dos trabalhos desta quarta-feira, parlamentares de oposição tentam impedir a realização da sessão. Eles chegaram a ocupar a tribuna e a pedir a realização de eleições diretas e o pediram o fim do governo de Michel Temer.

  • Manifestantes invadem e ateiam fogo a ministérios; Exército coloca 1.200 soldados na Esplanada

    Para cumprir o decreto assinado pelo presidente Michel Temer, o Exército enviará para a Esplanada dos Ministérios nesta tarde um contingente de cerca de 1 200 militares, informou a VEJA o Centro de Comunicação do Exército (Ceconsex). Além do Exército, homens da Marinha e da Aeronáutica já atuam na segurança do Palácio do Itamaraty e do Ministério da Defesa.

    Em meio aos protestos contra o presidente Michel Temer que terminaram em confronto entre manifestantes e policias militares em Brasília, Temer determinou mais cedo uma ação de Garantia da Lei e da Ordem, que permite a convocação de tropas do Exército e da Força Nacional para atuação na segurança pública. Os protestos, que pediam a saída do peemedebista do cargo diante das revelações das delações premiadas de executivos da JBS, tiveram vandalismo e depredação de prédios de ministérios.

    O decreto assinado por Temer, publicado em edição extra do Diário Oficial da União, autoriza o uso das Forças Armadas no Distrito Federal por uma semana, entre hoje e o dia 31 de maio. O texto prevê que a área de atuação para o emprego das tropas seja definida pelo Ministério da Defesa.

    “Uma manifestação que estava prevista como pacífica degringolou na violência, no vandalismo, na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas, muitas delas servidores que se encontram aterrorizados, dos quais garantimos a evacuação dos prédios. O senhor presidente da República solicitou, a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, uma ação de garantia da lei e da ordem. Nesse instante, tropas federais se encontram nesse Palácio, no Palácio do Itamaraty e logo mais estão chegando tropas para assegurar que os prédios dos ministérios sejam mantidos. O presidente faz questão de ressaltar é inaceitável a baderna e o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar os processos que se desenvolvem de forma democrática e com respeito às instituições”, declarou o ministro da Defesa, Raul Jungmann, no Palácio do Planalto.

    Após o pronunciamento de Jungmann sobre a iniciativa de Rodrigo Maia, houve empurra-empurra generalizado no plenário da Câmara entre deputados governistas e da oposição, iniciado pelos deputados Glauber Braga (PSOL-RJ) e Darcísio Perondi (DEM-RS). Segundo Maia, que diante da confusão suspendeu a sessão por 30 minutos, ele pediu ao Planalto a convocação da Força Nacional, mas o “entendimento” do governo Temer foi o de convocar também tropas do Exército.

    Fonte: Veja

  • Casa da Pedra abrigou gerações em Flores

    Por Iedo Ferraz*, com fotos de Solon Neto

    Esta casa foi construída sobre a cavidade de uma rocha, e se encontra localizada no sítio Covoado, do Vale Cafundó, município de Flores – PE. Sua construção teve início no ano de 1940, por iniciativa de um simples lavrador.

    Neste local, a Casa de Pedra do Cafundó, viveram três gerações de uma mesma família até o ano de 1970. O idealizador da construção aproveitou aquele espaço e, no seu interior, construiu três quartos, uma sala e uma cozinha.

    Por meio da fotografia maior, podemos visualizar apenas uma porta, duas janelas e uma parede feita em tijolos para que a residência tivesse a devida segurança. Quando chega o inverno a vegetação nativa cresce e o atrativo fica encoberto pelo mato e, assim, ganha um verde exuberante.

    Este ponto turístico foi habitado pela família Marinheiro e tem resistido bem ao tempo. As paredes internas continuam firmes na sua originalidade contribuindo dessa forma, pela manutenção do passado histórico desta raríssima edificação. Cabe a nós preservar esse patrimônio arquitetônico e natural.

    *Iedo Ferraz mora em Paulo Afonso-BAonde é servidor do Ministério Público da Bahia, mas é natural de Triunfo

  • Prefeito divulga decreto que regulamenta tradicional Festa das Rosas

    Com o objetivo de fortalecer a tradicional Festa das Rosas, o prefeito de Flores Marconi Santana expediu um decreto municipal, que visa atender a necessidade de proceder com a organização do espaço físico onde ocorrerá a apresentação dos shows musicais de Dorgival Dantas e Ar Menina na 67ª Festa das Rosas, neste próximo sábado (27), para fins de proporcionar melhor segurança para o público participante.

    No dispositivo o gestor municipal, o prefeito descreve sobre o fechamento do espaço, que terá 6 (seis) saídas de emergências, revista na entrada do evento,  entrega facultativa da entrega de 2 quilos de alimentos que serão revertidos em forma de doação para as famílias carentes do município e a proibição da venda de bebidas alcoólicas ou não em recipientes de vidros, bem como, a utilização de copos de vidros nas barracas, sendo permitida somente a venda em lata ou garrafas.

    CONFIRA :

    DECRETO 23 - REGULAMENTA A 67 FESTA DAS ROSAS

  • Serra Talhada recebe homenagem nos 50 anos da Justiça Federal

    Serra Talhada foi um dos doze municípios homenageados, na noite desta segunda-feira (22), na Sede da Justiça Federal em Pernambuco, durante solenidade de comemoração pelos 50 anos de reinstalação da instituição no estado. No município, a Justiça Federal conta com duas subseções, a 18ª e a 38ª Vara Federal, além de outros órgãos e instituições que contribuem com o exercício da JFPE.

    O prefeito Luciano Duque representou o município na solenidade e agradeceu pelo reconhecimento. “Fomos agraciados, durante o Jubileu de Ouro, com uma homenagem feita pela Justiça Federal em reconhecimento da parceria entre a instituição e o município. Fico muito feliz e honrado com o recebimento da comenda, e no que depender de nós, vamos fortalecer ainda mais a relação com as instituições que promovem o desenvolvimento e trazem melhorias para a nossa terra”, disse Luciano Duque.

    Participaram da solenidade, representantes da Procuradoria da União; Procuradoria da Fazenda Nacional; Defensoria Pública da União; TRF5; Procuradoria Federal; Superintendência da Polícia Federal; Ministério Público Federal; OAB; Faculdade de Direito; UNICAP, Caixa Econômica Federal; Procuradoria do Estado; e o Governo do Estado, representado pelo governador Paulo Câmara.

  • Desembargador interrompe julgamento do processo contra a diplomação de Prefeito de Tabira

    Dois candidatos derrotados à prefeitura de Tabira ajuizaram recurso no TRE contra a diplomação do prefeito reeleito Sebastião Dias (PTB), um dos mais famosos repentistas do Brasil. Três desembargadores eleitorais votaram pelo arquivamento do recurso: Érika Ferraz (relatora), Júlio Oliveira e Stênio Neiva. Mas o julgamento do processo foi interrompido por um pedido de vistas do desembargador Vladimir Carvalho. O advogado Roberto Moraes defende o prefeito.

    Com informações de Inaldo Sampaio

  • Aécio afirma que estava sem dinheiro e caiu em armação de Joesley

    O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse, em vídeo postado no Facebook, que concordou em aceitar R$ 2 milhões emprestados do empresário Joesley Batista porque não tinha dinheiro para pagar seus advogados na Lava Jato mas que o dono da JBS fez uma “armação” contra ele para fazer parecer que tinha cometido um ato ilegal.

    Foi a primeira declaração de Aécio diretamente aos seus eleitores – “de coração aberto”, segundo ele – desde que veio à tona gravação feita pelo empresário  em que ambos combinam como seria feito o repasse do dinheiro. Antes, ele havia apenas publicado uma defesa em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo, encerrada após a revelação do escândalo.

    As denúncias resultaram na abertura de inquérito pelo Supremo Tribunal Federal, na suspensão do seu mandato de senador – Aécio recorre nos dois casos – e no pedido de sua prisão, que será analisada pelo STF, de sua irmã, a jornalista Andrea Neves e de seu primeiro, Frederico Pacheco de Medeiros, o Fred – os dois estão presos.

    “Quero me dirigir em especial a você que acompanhou e sempre confiou em meus 30 anos de vida pública, exercida sempre com dignidade, com honradez, em que respeitei cada voto que recebi. Fui vítima de uma armação conduzida por réus confessos que só tinham um objetivo: livrar-se dos gravíssimos crimes de que são acusados, mesmo que para isso tenham de implicar pessoas de bem”, afirmou.

    De acordo com ele, “essa armação me tornou hoje alvo de acusações e de suspeitas e levou a medidas injustificáveis, como a prisão de meus familiares, que, reafirmo aqui, não cometerem nenhum ato ilícito”.

    “O fato verdadeiro é apenas um: há cerca de dois meses, eu pedi a minha irmã Andrea que procurasse o senhor Joesley e oferecesse a ele a compra de um apartamento onde minha mãe vive há mais de 30 anos, herança de seu ex-marido e que havia sido colocado à venda. Com parte desses recursos, eu poderia pagar as despesas com minha defesa em inquéritos que, tenho certeza, serão arquivados”, disse.

    “E fiz isso porque não tinha dinheiro, não fiz dinheiro na vida pública. A partir daí, esse cidadão [Joesley] armou uma encenação e ofereceu outro caminho: um empréstimo de 2 milhões de reais, que era o que nós calculávamos que teríamos de gastar ao longo dos próximos anos. Esse dinheiro, é claro, seria regularizado através de um contrato de mútuo, até para que meus advogados fossem corretamente pagos”, continuou o senador afastado.

    “Essa nunca foi a intenção do criminoso. Na verdade, o que ele queria era criar uma falsa situação que transformasse uma operação entre privados, que não envolveu qualquer dinheiro público, que não envolveu qualquer contrapartida, em um ato de aparência ilegal”, disse.  “Esses são os fatos, esta é a única verdade. Eu reafirmo aqui, de forma definitiva: não cometi qualquer crime, minha irmã Andrea não cometeu crime algum. Frederico, meu primo, não cometeu crime algum. São pessoas de bem, que sofrem hoje as injustiças das sanções que são impostas”, afirmou.

  • Festa das Rosas: Lucila Santana destaca campo cultural e sócio econômico do município de Flores

    A primeira Dama e Secretária de Turismo e Eventos de Flores, Lucila Santana, através de entrevista, falou sobre a importância da Festa das Rosas e de seu impacto cultural e social para a sociedade do município.

    Lucila Santana ressaltou que "o plano de fundo da festa será a homenagem a Lindaura Santana e a Clotilde Martins, duas mulheres que deram sua contribuição social, política e cultural para a nossa terra".

    Destacando que a cidade de Flores se prepara para um resgate cultural com ênfase em artistas da nossa terra, Lucila completou que: "vamos também oferecer serviços de saúde e mostrar através de stands nossa responsabilidade com a saúde do nosso povo. Nós queremos a participação de toda a nossa sociedade pois a festa é isso, uma grande confraternização do povo florense", disse.

    A titular da pasta de eventos quanto as doações de alimentos, revelou que  recebeu mensagens de agradecimento, e de apoio de pessoas dizendo que "temos que continuar com essa ação, pois isso é pra benefício dos que mais precisam, e com relação àqueles que não puderem doar, não tem problema, eles vão participar da festa do mesmo jeito, pois a festa é do povo", frisou Lucila.

    A primeira Dama fez questão de centralizar todas as ações e participações da festa para o campo cultural e sócio econômico do município de Flores, que vem se transformando em exemplo para as demais cidades da região quando o assunto é cultura e planejamento econômico convertidos em projetos nas áreas de saúde, esporte, educação e lazer.

  • Prefeitura de Princesa Isabel antecipa pagamento de servidores

    A Prefeitura de Princesa Isabel inicia nesta quarta-feira (24) o pagamento de parte da folha do mês de maio de 2017. Será injetado na economia do município aproximadamente R$ 700 mil. Aposentados e pensionistas, assim como os servidores da educação receberão o pagamento como previa o calendário, nos dias 30 e 31 de maio.

    O prefeito Ricardo Pereira, já havia se pronunciado sobre a antecipação de pagamentos. De acordo com ele, a medida que houver dinheiro em caixa, serão efetuados os pagamentos.

  • PF prende ex-governadores do DF e assessor de Temer

    A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira a Operação Panatenaico, que investiga uma organização criminosa suspeita de desviar até 900 milhões de reais em recursos das obras do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, para a Copa do Mundo de 2014, informou a PF em comunicado.

    Entre os alvos de operação estão, segundo a PF, agentes públicos e ex-agentes públicos, construtoras e operadores das propinas ao longo de três gestões do governo do Distrito Federal. São alvos de mandados de prisão como parte da operação os ex-governadores do DF Agnelo Queiroz (PT) e José Roberto Arruda (PR) e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB), que atualmente é assessor especial do presidente Michel Temer (PMDB). Os três já foram detidos pela Polícia Federal.

    Orçadas inicialmente em 600 milhões de reais, as obras de reforma no estádio de Brasília para o Mundial custaram 1,575 bilhão de reais, fazendo da arena a mais cara da Copa do Mundo de 2014, de acordo com a PF.

  • Marconi diz que dribla a crise planejando e que o foco é acabar com a política partidária

    Durante entrevista com o comunicador Anderson Tennes, na rádio Cultura FM, no início da manhã desta Terça (23), o prefeito de Flores, Marconi Santana, pontuou as ações que estão sendo realizadas em sua gestão. Marconi falou sobre as seguintes ações:

    "A gente implementou vários serviços para dar suporte ao serviço cardiológico, contratamos mais agentes de saúde para o combate ao Aedes aegypti e reduzimos os índices de proliferação das doenças causadas pelo mosquito. Os casos de microcefalia em nosso município também foram reduzidos. Implantamos uma central de serviços com wi-fi para acelerarmos e ampliarmos os serviços de visitação dos agentes de saúde dando assistência imediata para os problemas que se apresentarem".

    Sobre o FPM, o prefeito ressaltou a importância dos planejamentos econômicos que estão dando certo no município, e que podem servir de exemplo para os outros municípios do Pajeú, ressaltando que o segredo para tirar do papel tantas ações é trabalho.

    Marconi destacou a importância do apoio do Deputado Joaquim Lira para que essas ações se concretizem em sua gestão, e também fez um apelo aos condutores de motocicletas para que os mesmos se voltem para a responsabilidade e conscientização que a campanha do Maio Amarelo exige.

    Como presidente do Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú - CIMPAJEÚ, o gestor declarou que as demandas com relação as contas de cada município foram levadas à Marcha dos Prefeitos em Brasília, e afirmou que de certa forma o consórcio recebeu ajuda. Marconi ainda falou sobre a responsabilidade que cada gestor tem em manter as contas de seus municípios em dia para não extrapolarem a lei de responsabilidade fiscal, e depois não caírem na rejeição de contas do TCE.

    O gestor de Flores evitou, quando provocado pelo apresentador, de falar como recebeu o município.

    “Acabamos com essa questão de política partidária e nosso foco agora é unir a população de Flores. O que está em jogo somos nós que moramos em Flores. Esse foco da população, e as redes sociais tem nos mostrado isso. As pessoas, que não compartilharam com o voto estão vendo que estamos trabalhando para unir. Nós viemos para fazer uma mudança e fazer uma questão diferente. Decidimos em trabalhar incansavelmente pelo município de Flores, fomentar o desenvolvimento acelerado do município de Flores”, destacou.