A chapa dos oposicionistas terá Armando Monteiro Neto concorrendo a governador e Mendonça Filho


Com a presença de parlamentares e prefeitos de diversos municípios de Pernambuco, a Frente das Oposições (PTB, DEM, PSDB, PRB, Podemos, PV, PRTB e PPS) anunciou, na manhã desta segunda-feira (11), os nomes de Mendonça Filho (DEM) e Armando Monteiro (PTB) para as eleições de outubro próximo. O petebista assume a cabeça da chapa, com o democrata se lançando para o Senado.

Primeiro a discursar, o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) fez a apresentação de Mendonça Filho e afirmou que "Pernambuco cobra altivez dos seus homens públicos".

Pré-candidato ao Senado, o democrata também discursou e disse que, quando se anda nas ruas, há uma "uma vontade clara de mudanças". Mendonça Filho ressaltou que o grupo das oposição conseguiu aglutinar forças que estavam em campos diferentes no passado e que, neste processo, "não houve uma busca obstinada e individual do poder pelo poder", nem "houve aquela troca de solavancos para ocupar um posto de destaque nesse desafio de liderar o Estado de Pernambuco". 

"Pernambuco, hoje, perdeu protagonismo, perdeu força porque não temos líder a frente do nosso Estado", criticou. "E aí nós oferecemos alguém que, com certeza, conduzirá o Estado na boa rota. Exercendo autoridade sem ser autoritário. Fazendo com que o seu entorno não tenha mais força do que a própria cadeira do governador. Em Pernambuco, a voz da mudança é Armando Monteiro Neto".

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) também fez críticas a condução do Governo do Estado. E, apesar de lembrar de ter demonstrado desejo em disputar o cargo de governador, fez afagos ao petebista. "Eu queria estar jogando em outra posição. Mas eu quero lhe dizer com muita lealdade, com muita transparência, a minha vida já tem 36 anos de disputa política. Foram nove eleições para Governo do Estado, estive do lado do vencedor sete vezes. Estou com a percepção que tem cheiro de mudança no ar. Por isso que a gente precisava ter um nome que pudesse unir a nossa gente", declarou.

Último a discursar, o senador Armando Monteiro Neto, que se lançou candidato ao Palácio do Campo das Princesas, respondeu ao colega de Congresso. "Eu sei que você pretendeu liderar esse projeto. As circunstâncias e a vida não permitiram que você tivesse agora nessa posição. Mas quero dizer que esse projeto precisa muito de você. Do seu entusiasmo, sua crença, do seu compromisso. Agradeço as generosas referências que você pode fazer".

Após afirmar que veio "celebrar as esperanças" e "falar do futuro", o petebista revelou que o grupo pretende, a partir de agora, percorrer as 12 microrregiões de Pernambuco. "Que nós já conhecemos. Não é uma audiência que vamos fazer circunstancialmente. Queremos sentir de cada um dos pernambucanos quais suas prioridades, demandas mais importantes nessa hora. E construir um plano de governo sem falsas promessas", garantiu o pré-candidato.  

Fonte: Folha de Pernambuco