Bolsonaro diz ter compromisso de abrir caixa-preta do BNDES


O presidente eleito Jair Bolsonaro armou nesta quinta-feira, em publicação no Twitter, que vai iniciar o mandato determinado a abrir a “caixapreta” do BNDES para revelar à população o destino de empréstimos realizados pelo banco ao longo dos últimos anos.

O BNDES foi alvo de investigações da Polícia Federal, que indiciou os ex-ministros Guido Mantega e Antônio Palocci, o ex-presidente da instituição Luciano Coutinho, além do empresário Joesley Batista, da JBS, por suspeitas de operações ilícitas. Em resposta às críticas de falta de transparência, o atual presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, armou recentemente que vai ampliar o acesso a informação – já disponível no site do banco.

Durante a campanha, Bolsonaro já havia prometido “abrir os arquivos” do BNDES e os da Petrobras, cujas sedes no Rio de Janeiro cam na mesma avenida. As duas instituições já foram alvos de investigações da Polícia Federal contra a corrupção, em especial no âmbito da Operação Lava Jato.