Show musicais, programação cívica e cultural marcam as festividades do aniversário de Tuparetama


Imagem: Júnior Campos

Na noite desta quarta-feira (10 de abril), um grande público se fez presente no Pátio de Eventos Prefeito João Tunú da Costa, no primeiro dia das festividades dos 57 anos de emancipação política de Tuparetama. A primeira atração a se apresentar foi a ex-vocalista da banda Limão com Mel, a cantora Ângela Espíndola, que levou ao palco as principais músicas que marcaram a sua carreira, relembrando os forrós das antigas.

No intervalo entre as atrações, o prefeito Sávio Torres saudou os presentes e homenageou a cidade de Tuparetama ressaltando a participação popular que ao longo dos 57 anos, contribuiu para o progresso do município. 
 
 “Quero deixar aqui o meu abraço a todos os tuparetamenses e dizer que nossa equipe se afina para que o progresso se faça presente no dia a dia, através de ações e trabalhos em prol da nossa Princesinha do Pajeú, uma cidade de destaque na região.”, frisou o prefeito que esteve acompanhado da primeira-dama Raquel Torres, do vice-prefeito Tanta Sales, vereadores e secretários municipais.
 
A última atração a se apresentar foi o cantor Wallas Arrais, destaque da nova geração de cantores de forró eletrônico do Nordeste. O carisma e voz marcante do jovem cearense levantou o público que ficou até o final da festa.
 

Já nesta quinta-feira (11), data oficial do aniversário da cidade, houve desfile cívico com as escolas do município e o encontro de Bandas e Fanfarras e o tradicional corte do bolo, no pátio de eventos.

Após as comemorações alusivas ao aniversário da cidade, o espaço cultural da Academia das Cidades, recebeu o tradicional Festival de Repentistas de Tuparetama, encerrando a programação festiva da emancipação.

O festival foi apresentado pelo poeta Felizardo Moura e teve a participação dos declamadores Iponax Vilanova, Lima Júnior e dos repentistas: Denilson Nunes, Raulino, Zé Cardoso, Gilberto Alves, Zé Viola, Ivanildo Vilanova, Raimundo Caetano, Rogério Menezes, Erivaldo Ferreira, Zé Carlos do Pajeú, Valdir Teles, Biu Dionísio e Adelmo Aguiar. 
 
Imagem: Bruno Araújo