• Flores: Barreiras sanitárias continuam operando nos finais de semana e no período noturno

    Como medida preventiva para tentar conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19), a Prefeitura de Flores implantou 02 (duas) barreiras sanitárias nas entradas da cidade, logo no início da pandemia. Mais duas barreiras também foram implantadas nos Distritos de Sítio dos Nunes e Fátima.

    A ação envolve profissionais da saúde, vigilância sanitária e de outras secretarias da administração municipal, que também recebe o apoio da Polícia Militar e Vigilância Patrimonial.

    Com vista no número crescente de novos casos em Pernambuco, a Administração Municipal por meio da Secretaria de Saúde decidiu há 15 dias, aumentar o horário de funcionamento das barreiras sanitárias, intensificar a fiscalização e estender a operação para o horário noturno, finais de semana e feriado.

    Marconi Santana, prefeito do município, detalhou como está sendo os trabalhos dos mais de 250 (duzentos e cinquenta) servidores que estão atuando nas barreiras sanitárias.

    “Na sede temos dois pontos, uma barreira na entrada da cidade pela PE-337 e outra na PE-320, onde todos os condutores são abordados, o funcionário procede com um questionário, outro verifica a temperatura e outros dois realizam a desinfecção dos veículos”; explicou o gestor de Flores.

    As perguntas são relacionadas ao novo coronavírus como, por exemplo, se a pessoa está com algum sintoma relacionado à doença; se a pessoa teve febre ou  contato com algum paciente testado positivo para COVID-19. A entrevista dura menos de um minuto.

    As ações visam combater a entrada de pessoas suspeitas e/ou infectadas pelo novo Coronavirus (Covid-19), na cidade.

  • Marconi defende prefeitos, Sidney descarta alian

    Marconi Santana e o Secretário de Saúde, Adriano Vieira, durante prestação de contas e atualização do boletim epidemiológico COVID - 19 /Imagem: Bruno Araújo

    Um auxílio financeiro foi aprovado pelo Congresso Nacional que destina aos municípios, cerca de R$ 23 bilhões, que será apenas um respiro diante à crise causada pela pandemia. De fato será um alívio importante, mas que representará apenas 30% da perda de arrecadação causada pelo avanço do Coronavírus em todo território nacional.

    Vale o registro de que só em abril, as receitas municipais caíram R$ 24%, o que significa R$ 22 bilhões. Na educação, os municípios deixaram de receber R$ 16,3 bilhões; já no segundo semestre a queda de repasse do Fundo Participação dos Municípios – FPM foi de R$ 5,89 bilhões, ISS de R$ 20 bilhões; IPTU e  ITBI superior a R$ 10 bilhões.  

    Segundo a Confederação Nacional os Municípios - CNM, o total de perdas estimadas até 31 dezembro chega a R$ 74,4 bilhões; enquanto o auxílio será de R$ 23 bilhões.

    Enquanto gestores sofrem com a disseminação não só do vírus, como também, da desinformação e com à cobrança diária da população, a Associação Municipalista de Pernambuco – AMUPE, silencia.

    Marconi Santana, Prefeito de Flores, pontuou que houve uma perda significativa dos recursos provenientes do Fundo de Participação dos Municípios – FPM, no Fundo e Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica – FUNDEB e para manutenção da saúde no município.

    “...para vocês terem uma ideia se sair este dinheiro, nós já tivemos uma perda de FPM, ICMS, ISS de Fundeb e saúde na ordem de R$ 1.300 (hum milhão e trezentos mil reais), nestes últimos sessenta dias”, contabilizou. Marconi ainda acrescentou que a tendência é aumentar, caso o presidente demore a autorizar a transferência dos recursos para os Estados e Municípios.

    BOA NOTÍCIA: Em Serra Talhada, 31 leitos de retaguarda foram instalados na Casa de Saúde Clotilde Souto Maior, fruto de uma parceria com a Secretaria de Saúde Municipal. Os leitos de retaguarda serão utilizados por pacientes com quadro clínico estável, sem risco de morte, e sem possibilidade de alta no momento do encaminhamento.

    REPERCUSSÃO: Em Princesa Isabel-PB, Sidney filho garantiu que não existe alinhamento político com o Ricardo Pereira – prefeito da mesma cidade. A afirmativa do líder político da oposição foi validada por seu pai, Dr. Sidney, que já foi prefeito da cidade. “Não tem conversa política com ninguém, a minha conversa é com o povo e não quero saber de política agora”, sustentou.

    AVANÇO DA COVID – 19: Flores e Santa Cruz da Baixa Verde registraram o primeiro caso de Coronavírus. Adriano Vieira, Secretário de Saúde de Flores explicou durante live, neste sábado – dia em que recebeu a oficialização do teste positivo, que o paciente foi contaminado em outro município. “Contabilizamos o primeiro caso; trata-se de um paciente que foi contaminado em outro município, que deu início ao protocolo de isolamento eh hoje já se encontra recuperado".

    VAMOS FAZER FUNCIONAR: Tem barreira sanitária na região, que os condutores de veículos estão sendo recepcionados apenas pelas barracas e faixas. Os registros e cobranças da população tem sido constante, o blog recebeu denúncias da falta de operação nas barreiras de Carnaíba e Custódia. “Barreira sanitária de Carnaíba 12 horas, em pleno sábado dia de feira e não tem ninguém nas barreiras, amigo Júnior”, denunciou um leitor pedindo anonimato.

    EFICIÊNCIA: Parabéns ao Estado de Pernambuco e seus laboratórios, pela rapidez no resultado do exame do Governador Paulo Câmara, que testou positivo para COVID – 19, na última segunda-feira (18) – mesmo DIA em dia que apresentou sintomas gripais e foi orientado a realizar o exame.

    ENQUANTO ISSO... Foi divulgada na última sexta-feira (22), pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a gravação da reunião ministerial do dia 22 de abril, na ocasião o presidente Jair Bolsonaro xinga prefeitos e governadores.

    Em trecho da gravação, o presidente Jair Bolsonaro chama o governador de São Paulo (João Dória) de bosta e o do Rio (Witzel) de estrume.

  • Bolsonaro apoia manifestação contra o Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal

    O presidente Jair Bolsonaro participou, neste domingo (3), de mais um ato a favor do governo e de medidas antidemocráticas na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

    Os manifestantes pediram intervenção militar e criticaram o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ministros do Supremo Tribunal Federal e o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro – que acusa o presidente de tentar interferir politicamente na Polícia Federal para proteger familiares.

    Em declaração transmitida por live em rede social, Bolsonaro afirmou: "Temos as Forças Armadas ao lado do povo, pela lei, pela ordem, pela democracia, pela liberdade".

    "Nós queremos o melhor para o nosso país. Queremos a independência verdadeira dos três poderes, e não apenas uma letra da Constituição, não queremos isso. Chega de interferência. Não vamos admitir mais interferência. Acabou a paciência. Vamos levar esse Brasil para frente. Acredito no povo brasileiro e nós todos acreditamos no Brasil.

    Ao final, o presidente disse: "Peço a Deus que não tenhamos problemas nessa semana. Porque chegamos no limite, não tem mais conversa. Daqui para frente, não só exigiremos, faremos cumprir a Constituição."

    Na quinta (30), Bolsonaro acusou o ministro do STF Alexandre de Moraes de tomar uma decisão "política" ao barrar a nomeação do delegado Alexandre Ramagem para o comando-geral da PF. Na live, o presidente voltou a criticar o que chama de "interferência".

    "Ela [A Constituição] será cumprida a qualquer preço. E ela tem dupla-mão. Não é de uma mão, de um lado só não. Amanhã nomeamos novo diretor da PF e o Brasil segue o seu rumo, aí".

    Sem máscara, Bolsonaro levou a filha Laura, de 9 anos, para o Palácio do Planalto, de onde acenou para manifestantes que se aglomeravam em frente ao prédio. O presidente não foi à grade do Planalto, mas liberou a entrada de participantes do ato, que subiram a rampa e estenderam uma bandeira do Brasil.

    Enquanto Bolsonaro conversava com manifestantes, parte do grupo hostilizou jornalistas e fotógrafos que acompanhavam o ato. A Polícia Militar precisou montar um cordão de isolamento improvisado para evitar as agressões.

  • PSB protocola pedido de impeachment de Bolsonaro

    A bancada do PSB na Câmara dos deputados apresentou, hoje, um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido). De acordo com o partido, a peça evidencia 11 crimes de responsabilidade cometidos pelo presidente, dividida em três capítulos. O processo contou com a assinatura dos deputados pernambucanos Danilo Cabral e Tadeu Alencar.

    De acordo com os deputados pernambucanos, a decisão da bancada federal do PSB de fomentar o pedido de impeachment ocorreu através das últimas condutas do presidente que inclui a forma em que o Chefe do Executivo tem tratado sobre o combate a pandemia do Covid-19 no País; e sua participação nas manifestações que pediam a volta do AI-5. O deputado ainda afirma que as denúncias do ex-ministro e juiz Sergio Moro também endossaram o cenário para que o pedido fosse concretizado.

  • Danilo pede à investigação de Bolsonaro após revelações de Moro

    A partir das declarações de Sérgio Moro, durante o anúncio de sua saída do governo, nesta sexta-feira (24), o deputado federal Danilo Cabral (PSB) pediu que a Procuradoria-Geral da República apurasse os fatos narrados pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública. “Moro fez uma delação de vários crimes praticados pelo presidente Jair Bolsonaro. Deixou claro que o presidente feriu os princípios constitucionais da legalidade e impessoalidade e atacou o Estado Democrático de Direito”, justificou o parlamentar.

    Para Danilo Cabral, Sérgio Moro disse abertamente que o presidente fez a troca do comando da Polícia Federal para ter o controle político de instituição, ter ingerência sobre investigações e acesso a informações privativas. Além disso, mentiu ao publicar um ato de exoneração do diretor-geral da instituição, afirmando ter sido “a pedido”. “São fatos gravíssimos que devem ser rigorosamente apurados pelo Congresso Nacional e pelo Supremo Tribunal Federal”, afirmou.

    No pedido protocolado à PGR, o parlamentar pede a investigação por crimes de responsabilidade. Requerer informações confidenciais de inquéritos avaliados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) configura-se em crime de responsabilidade, ferindo o artigo 85, da Constituição. Também viola o Código Penal, no artigo 321, ao patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário; e a Lei 1.079/50, nos artigos 7 e 9. Estes elencam como crimes de responsabilidade servir-se das autoridades sob sua subordinação imediata para praticar abuso do poder, ou tolerar que essas autoridades o pratiquem sem repressão e expedir ordens ou fazer requisição de forma contrária às disposições expressas da Constituição.

    Ao dizer que o ex-diretor da PF Marcelo Valeixo não pediu exoneracão, como está publicado no Diário Oficial da União, Sergio Moro afirma que o presidente feriu novamente o artigo 85 da Constituiçao. Além disso, o artigo 299, do Código Penal, que diz ser crime inserir informações falsas em documentos públicos.

    Danilo Cabral lamentou que a demissão do ministro e as denúncias feitas por ele ocorram em meio a pandemia provocada pelo novo coronavírus, que já matou mais de 400 brasileiros. “O país precisa ser conduzido com responsabilidade na maior crise sanitária do mundo e dar respostas à sociedade. Mas as denúncias de Sérgio Moro são graves e precisam ser investigadas”, disse. Ele acrescentou que a bancada do PSB na Câmara dos Deputados deu entrada a um pedido de abertura de CPI para apuração dos fatos descritos por Sérgio Moro.

  • CORONAVÍRUS: Primeiro caso sob investigação em Afogados da Ingazeira

    A Secretaria de saúde de Afogados da Ingazeira informa que o Hospital Regional Emília Câmara encaminhou uma paciente, neste sábado (21), para o Hospital Osvaldo Cruz, no Recife, unidade de referência em COVID-19 no Estado.

    O caso sob investigação é o de uma mulher de 30 anos, com histórico de contato com paciente também suspeito de Covid-19 em outro município.

    Ela apresentava sintomas de síndrome respiratória aguda, tosse e febre persistentes. Reavaliada após medicação e medidas de suporte, a unidade hospitalar decidiu pelo encaminhamento da paciente.

    A secretaria de saúde informa que os familiares que tiveram contato com a paciente já se encontram em isolamento social.

  • Em ST prefeitura dá início a força tarefa para conscientizar população e recebe reforço da polícia

    Luciano Duque, prefeito de Serra Talhada montou no início da noite desta sexta-feira (20), um verdadeiro comboio, para conscientizar os moradores da cidade sobre a importância de ficar em casa, durante o período em que os estabelecimentos comerciais estiveram fechados, excetos os prestam serviços essenciais, de alimentação e medicamentos. A força tarefa, contou com o apoio da Polícia Militar e Vigilância Sanitária Municipal, e vai passar pelos os seguintes bairros: Bom Jesus, Malhada, Baixa Renda e Vila bela

    “Peço as pessoas que não vão para os bares, a partir de meia noite não vai funcionar bar nenhum. O comércio no domingo, não irá funcionar e no período determinado pelo Governo do Estado, até o dia 02 de abril nós teremos o comércio fechado. Eu peço a população que entenda e compreenda, que essa uma decisão importante e nós devemos ficar em casa. O vírus só vai continuar circulando se a gente ficar andando. Quanto mais gente ficar em casa, a população vai adoecer menos. Estamos preparando toda a rede, para atender a população na área de saúde. Agora, não temos leitos, não temos médicos e não temos estrutura suficiente para atender se a população adoecer, todas ao mesmo tempo. Não adianta ficar ouvindo que isso não vai acontecer; a melhor medida é a prevenção e a gente alerta toda população que durante esse período contribua e fique em casa”, reforçou.

  • Duque diz que Faeca é página virada, que lhe deu oportunidades e completa: o grupo continua unido

    Júnior Campos e Luciano Duque no Bairro Vila Bela - Imagem: Dudu Teles

    Luciano Duque, Prefeito de Serra Talhada esteve ontem sexta-feira (13), levando mais ações para os moradores do Bairro Vila, o que o gestor da Capital da Xaxado classificou de “obra mais importante”: a ordem de serviço do primeiro processo da interligação entre os Bairros Vila Bela e Alto do Bom Jesus.

    Antes de autorizar de forma oficial, o início dos trabalhos, Duque falou com Júnior Campos, sobre o encontro de Faeca Melo – Secretário de Governo, com Sebastião Oliveira – Deputado Federal, que teve como pauta uma aliança política em prol da pré-candidatura de Carlos Evandro a Prefeito de Serra Talhada.  

    “Eu recebo com muita tranquilidade, para mim já é uma página virada e eu creio que esse encontro dele com Sebastião Oliveira, nos sinaliza que ele não está mais no grupo...então, uns vão e outros vem, e, isso é natural da política. Nós acreditávamos que ele dava crédito a esse projeto que mudou Serra Talhada, e, se ele mudou de ideia ele siga o caminho dele, que o grupo continua unido, forte e com o mesmo propósito”, disse Duque em primeira mão ao blog.

    Em um recado direto, ao ainda secretário, Duque lembrou que foi no seu grupo político, que Faeca Melo teve oportunidade, respeito e que compreendeu o fato do seu auxiliar discordar do seu modelo de gestão.

    “Nós demos oportunidade dele [Faeca] ser secretário; dele construir políticas públicas junto com a gente. Tenho o maior respeito por ele...agora eu creio que para se avaliar a política é necessário avaliar o processo coletivo e o nosso governo é muito assertivo; dobrou o PIB da cidade, gerou mais emprego no ano de 19 e estamos aí com um pacote de obras muito valoroso, que vai mudar a realidade e vida, ainda mais do povo de Serra Talhada, é esse modelo que a gente defende: a continuidade; agora, se ele [Faeca] discorda desse modelo, pode seguir o caminho dele”, sustentou Luciano.  

  • Victor diz que STJ já invalidou candidatura de Carlos e que seu avô apoiou aliança com os ferreiras

    Victor Oliveira, neto do ex-deputado federal Inocêncio Oliveira voltou a garantir disposição para enfrentar, pela 2ª vez, a cadeira de prefeito de Serra Talhada, hoje ocupada por Luciano Duque (PT). Distante do grupo político que lhe deu sustentação no último pleito eleitoral, o jovem empresário Victor Oliveira tem mantido a estratégia de centrar fogo em Carlos Evandro, também pré-candidato a prefeito no município. Victor que não aceitou fazer palanque com o ex-prefeito, por não aceitar o seu modelo gestão, ironizou a pré-candidatura de Carlos e o classificou de ficha sua.

    “...é tudo festa é tudo teatro...só registra candidatura quem a justiça permite. Então, por enquanto, qualquer um pode dizer. O órgão mais compete para dizer, se a pessoa [Carlos Evandro] pode ser candidato ou não, se alguém é ficha suja ou não, se alguém está condenado ou não é o STJ e aí, a pessoa menos competente para dizer é a pessoa [Carlos Evandro], que está sofrendo essa ação  e que está sendo objeto dessa ação. É obvio que a pessoa nunca vai dizer que fez errado e que está com problema, vai sempre afirmar que está tudo certo e que vai dá tudo certo”, ironizou.

    Quanto a aproximação com André Ferreira e Anderson Ferreira, principais adversários do seu primo Sebastião Oliveira; Victor revelou ter recebido o apoio de Inocêncio Oliveira e ainda fez questão de frisar a traição sofrida por seu avô.

    “Meu avô mim deu total apoio e ele sempre teve um bom relacionamento com os ferreiras. Sempre mantiveram a palavra, sempre foram corretos e concorriam, o que é normal dentro da política que os políticos concorram por espaços, agora traição? Eu ouvi falar muito de traição em aqui em Serra Talhada, de certos políticos que faziam parte do grupo e de repente ruíam a corda por que acharam que já eram os donos da bola”, lembrou Victor em recado direto a Carlos Evandro.

  • PT Nacional decide por Marília Arraes no Recife

    O Diretório Nacional do PT aprovou na noite desta sexta-feira (13) a resolução que determina candidaturas próprias do partido às prefeituras em todas as capitais do Nordeste. Dentre elas, a da deputada federal Marília Arraes para o Recife.

    Veja a íntegra da resolução que confirmou Marília para a Prefeitura do Recife:
    Proposta de Resolução

    Eleições 2020 na Região Nordeste

    Considerando que a disputa eleitoral de 2020 para o PT tem o sentido estratégico de defesa do projeto nacional do Partido.

    Considerando que nas capitais dos Estados a direção nacional do Partido soma esforços para que o PT dispute as eleições majoritárias e proporcionais de 2020 em condições de levar o debate com competividade e dar importantes passos para derrotar Bolsonaro e seu governo.

    Considerando que na região Nordeste, onde o PT governa quatro Estados, o PT precisa manter e consolidar a força política e social que construiu, como um símbolo para todo o Brasil.

    O Diretório Nacional do PT

    RESOLVE

    1. Determinar o lançamento de candidatura própria em TODAS as capitais dos Estados da região Nordeste.

    2. Define as candidaturas de Márcio Macêdo, em Aracaju-SE; Marília Arraes, no Recife-PE e Fábio Novo, em Teresina-PI.

    3. Acompanha o processo de definição das candidaturas em Salvador-BA, Maceió-AL, João Pessoa-PB, Natal-RN, Fortaleza-CE e São Luís-MA.

    4. Essa estratégia de fortalecimento partidário deve ser compreendida no âmbito eleitoral, sem qualquer prejuízo à unidade nacional das forças populares nos esforços contra o projeto de destruição social do governo Bolsonaro.

    Brasília, 13 de março de 2020.


    Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores

  • PSB apresenta proposta alternativa ao Contrato Verde Amarelo

    Os parlamentares do PSB vão votar pela rejeição da MP 905, que institui o chamado Contrato Verde e Amarelo, e apresentar uma proposta alternativa. Danilo Cabral (PE) e Bira do Pindaré (MA), integrantes da comissão especial que analisa a matéria, leram voto em separado, sugerindo a criação do programa Mais Emprego Brasil. Os deputados afirmam que a proposição do governo afronta os direitos conquistados pelos trabalhadores e não garante a geração de empregos.

    Danilo Cabral destaca que, sob o pretexto de reduzir o índice de desemprego que atinge R$ 13 milhões de brasileiros, o governo federal precariza as relações de trabalho. "Primeiro, fizeram a Reforma Trabalhista, alegando que aumentaria a oferta de empregos, o que não aconteceu. Agora, tentam emplacar uma nova de minirreforma. Sabemos que é mais uma medida para prejudicar os trabalhadores", criticou.

    Uma das medidas sugeridas pelo PSB é a suspensão do Teto de Gastos, promulgada no fim de 2016, que limita os gastos públicos por 20 anos. "Precisamos assegurar os direitos conquistados e abrir espaço para aumento de investimentos públicos com o objetivo de estimular a recuperação da economia", disse Danilo Cabral. O deputado ressalta que o Brasil vivencia um esvaziando de políticas sociais, especialmente nas áreas de educação, saúde e assistência social, desde a implantação do teto dos gastos. "Nenhum país congelou os investimentos por um período tão longo", acrescentou.

    Os parlamentares socialistas acreditam que as medidas elencadas no programa Mais Emprego Brasil têm a propriedade de garantir a retomada da economia nacional. Além do fim do Teto de Gastos, estabelece a criação de políticas de incentivos para trabalhadores desempregados em situação econômica notoriamente precária, independentemente da idade; o aumento do investimento público em infraestrutura; a continuidade do Programa de Proteção ao Emprego, criado pela Lei nº 13.189/2015, para possibilitar a preservação dos empregos em momentos de retração da atividade econômica.

    Também sugere a correção e ampliação do Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada; a eliminação das filas do INSS; a criação de convênios para a criação de frentes produtivas de trabalho; estímulo a programas de qualificação profissional; renovação e valorização do salário mínimo; a criação de uma política anual de correção da Tabela do Imposto de Renda; a tributação progressiva dos lucros e dividendos distribuídos para sócios e acionistas de empresas. E, por fim, pede a ampliação das contratações do Minha Casa, Minha Vida para estimular o segmento da construção civil.

    A MP 905 está em análise na comissão especial, com o parecer do relator, deputado Christino Áureo (PP-RJ), ainda será votado. Em seguida, será encaminhado para apreciação do Plenário da Câmara dos Deputados.

  • Advogado aposta no STF para livrar Carlos de inelegibilidade e diz que militância está animada

    Em nota enviada ao blog, o advogado Waldemar Oliveira, que também preside o AVANTE em Pernambuco, externou tranquilidade em relação a decisão do Supremo Tribunal de Justiça – STJ, em manter o ex-prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro, inelegível. Segundo o advogado, é remota a inelegibilidade só com a apreciação do STJ.

    NOTA À IMPRENSA

    Os escritórios que defendem Carlos Evandro estão muito tranquilos acerca de sua elegibilidade para as próximas eleições municipais. Primeiro porque não há dolo ou vinculação de suas ações diretas ao dano, ainda não comprovado, que lhe é imputado. Depois porque resta apreciação ao STF dessa ação, para apenas a partir daí, pensar em uma remota inelegibilidade.

    Assim, espera-se que a população de Serra Talhada possa, de forma soberana, posicionar-se sobre seu destino.

    Ainda em conversa com Júnior Campos, Waldemar disse que,  evento programado para o lançamento da pré-candidatura de Carlos está mantido e que a militância segue muito animada.

  • Carlos Evandro continua inelegível em Serra Talhada, diz Ministra do STJ

     
    A ministra Regina Helena Costa, do Superior Tribunal de Justiça, indeferiu o recurso do ex-prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro, do Avante.
     
    Ele ingressou contra a decisão de instâncias inferiores que o julgou ficha suja por ter contas rejeitadas em sua gestão, o que configurou crime de improbidade  administrativa.
     
    Ainda acabe apelar ao Supremo, mas advogados ouvidos pelo blog acham que ele não reverte. A informação é do Blog do Magno. 
     

    Diante disso, Evandro, em quem o deputado Sebastião Oliveira apostava todas as fichas para disputar a sucessão do prefeito Luciano Duque (PT) fica, definitivamente, fora do jogo. Sebastião Oliveira , como é mais conhecido, terá que arranjar outro candidato. 

  • Luciano Duque: Esse recurso foi passado para o Serrano, vou me defender

    No calor da ascensão do time do Afogados da Ingazeira, na Copa do Brasil, adversários de Duque fizeram fila para direcionar críticas ao gestor de Serra Talhada, por não ter conseguido o mesmo em sua terra natal.  

    Em meio a esse turbilhão de cobranças Duque foi surpreendido nesta quarta-feira (04), com a notícia de que o Ministério Público Pernambuco – MPPE, após provocação do Ministério Público de Contas – MPCO, com base em julgamento do Tribunal de Contas de Pernambuco, teria ajuizado uma ação de Improbidade Administrativa por ter alocado recursos na ordem de R$ 280 mil, para o time do Serrano.

    Transparecendo tranquilidade diante da afirmativa dos órgãos de controle e ao mesmo tempo aliviado, por ter a oportunidade de mostrar que a administração pública municipal tem buscando incentivar a prática esportiva na cidade; Luciano Duque disse ao blog de Júnior Campos, que já acionou seus advogados e não há ilegalidade no direcionamento dos recursos para o clube do Serrano.

    “Tudo cabe defesa...entram com ação e eu vou me defender! Esse recurso foi passado para o Serrano na época...eu não cometi  nenhuma ilegalidade. Tinha convênio aprovado pela câmara, mas infelizmente...”, lamentou.

  • Paulo Câmara autoriza início das obras do Programa de Integração do Rio São Francisco

    O governador Paulo Câmara assina, nesta quinta-feira (05), em Salgueiro, no Sertão Central, a ordem de serviço para o início da construção dos sistemas de abastecimento de água do Programa de Integração do Rio São Francisco (PISF).

    Com um investimento total de mais de R$ 45 milhões, provenientes de convênios com a União, o programa contempla obras complementares à transposição do Rio São Francisco, que vão beneficiar 12 mil habitantes de comunidades próximas às margens dos ramais Norte e Leste. A previsão é que os sistemas sejam concluídos em até 24 meses.

  • Carlos agenda data para oficializar pré-candidatura, e diz não ter medo de Victor

    O ex-prefeito Carlos Evandro, resolveu entrar de vez no processo eleitoral 2020. No próximo dia 20, na casa de shows Plaza Sertaneja, no Centro de Serra Talhada, promove um grande ato de filiação ao Avante, legenda liderada em Pernambuco pelo advogado Waldemar Oliveira, com o suporte do deputado federal Sebastião Oliveira.

    Durante a entrevista, aos comunicadores Giovani Sá e Francis Maya, no Programa Radiofônico, Frequência Democrática, Evandro foi provocado a comentar o gesto do empresário Victor Oliveira, que assumiu à presidência do Partido Liberal (PL), e que também anunciou sua pré-candidatura a prefeito de Serra Talhada, sem seguir as orientações do líder do bloco, Sebastião Oliveira.

    “Quem está se distanciando é ele (Victor Oliveira), nós estamos seguindo conforme combinamos, seguindo o critério de pesquisas, quem tiver melhor pontuado fica, e o outro na vice. Sou eu que estou saindo? Ele é quem não está seguindo o trâmite. Inclusive, foi para um partido que tomaram do avô dele [Inocêncio Oliveira] e de Sebastião Oliveira. Foi usurpado o PR. Ele [Vicor] é maior de idade, vai tomar o rumo dele e temos o nosso. A gente tem que cumprir o que é determinado pelo grupo. Estamos seguindo o Sebastião, que é o comandante maior”, cravou.

    Ao ser perguntado se está pronto para enfrentar Victor Oliveira nas urnas, ‘Carlão’ foi direto ao ponto.

    “Ôxente, agora pronto, qual é o problema? Eu enfrento o prefeito, quanto mais ele? Não tenho medo de ninguém não, meu irmão, ôxente”, reforçou.

    Com informações do Farol de Notícias*

  • Márcia diz que na gestão de Carlos população esperava atendimento de saúde “na chuva e sol quente"

    A Secretária de Saúde de Serra Talhada, Márcia Conrado, no ato de entrega de 7 (sete) novos carros, que chega para reforçar a frota de veículos da pasta, não poupou Carlos Evandro, seu possível adversário, de críticas em relação ao seu modelo de gestão na saúde quando comandou à prefeitura de Serra Talhada, por dois mandatos.

    Na lista de críticas, ao adversário político que também é médico, Conrado colocou na conta do ex-prefeito, 11 (onze) casas alugadas, que segundo a pré-candidata serviam como postos de saúde. Márcia disse ainda, em um recado direto ao ex-prefeito que o critério era investir em saúde onde houvesse maior densidade eleitoral.

    “Lá atrás, existiam 11 postos de saúde em casas alugadas, que não tinham consultório odontológicos, não tinham uma recepção e muitas e muitas vezes eu me deparei com a população esperando atendimento médico em meio a chuva e ao sol quente...e nós trouxemos 23 prédios novos e mais 4 para serem entregues”, discursou reforçando a crítica:

    “Não existia PSF na zona rural e fizemos o planejamento para atender os nossos maiores distritos... aos contrário dos que diziam que não podiam investir R$ 30 mil reais nestas localidades, por se concentrar 15%  do eleitorado, esse governo pensou diferente e investiu para os que mais precisam. Aqui a gente não está atrás de voto, e, sim atrás de melhorar a vida da população de Serra Talhada”, cravou.

  • Lucas Ramos protesta, já que o PSB pode trocar nome em Petrolina e apoiar PT

    O deputado estadual Lucas Ramos, do PSB, teme perder a legenda para disputar a prefeitura da cidade de Petrolina, nas eleições de outubro. O socialista revela ao blog de Jamildo que o PSB está considerando trocar a sua postulação, um nome natural na disputa, por um eventual apoio ao PT no município, representado pelo ex-deputado Odacy Amorim, em um acordo dos socialistas com o PT estadual. Em troca, o PT não teria candidato no Recife e apoiaria o socialista João Campos, candidato do PSB na capital pernambucana.

    “Nós estamos há seis meses das eleições e nós não temos uma palavra do governador armando que o PSB terá candidato em Petrolina. Sabe porque? Porque Geraldo Júlio não deixa… Só que eu vou para o confronto, não vou aceitar isto. Quem vai pedir votos para o PSB em 2022, na sucessão de Paulo Câmara? Vai ser o PT de Odacy Amorim ou o PSB de Lucas Ramos?”, questiona o socialista.

    “Essa turma está esquecendo que existe vida mais a frente (2022) e depois do Recife. Tudo bem, é a capital, é a vitrine do PSB, mas eu acredito que um projeto não anda distante do outro. Eles se fortalecem”, arma. O deputado dá sinais de desconforto porque não se trata da primeira vez que é obrigado a abrir mão de um projeto majoritário, em favor do partido. Já aconteceu com FBC lá trás, quando o senador exigiu a indicação do lho Miguel Coelho como candidato do PSB.

    “Eu dizia lá atrás que Miguel Coelho não representava o PSB. O resultado veio menos de um ano depois. Ele se licenciou do partido e depois entrou no DEM. Quem estava certo? ele ou a gente? Quem alertou? Eu sei que não existe candidatura avulsa, nem janela partidária eu tenho, por isto, vou fazendo tudo isto aqui dentro do PSB mesmo, discutindo a cidade, discutindo os espaços. Petrolina é a minha prioridade”, arma Lucas Ramos, que diz não ter interesse em sair do PSB.

    Lucas Ramos conta ainda que já havia pacicado o partido internamente, entrando em harmonia com o deputado federal Gonzaga Patriota, do PSB, no que toca a apresentação do seu nome para a disputa. “Por isto, eu quero ver as pessoas se posicionando, saindo para dizer que não haverá candidato em Petrolina. Eu discuto esta candidatura com o partido desde que Miguel Coelho saiu da legenda”, informa.

  • Gin: Sebastião Oliveira olha para o nosso município de relance, nas rápidas passagens

    Sem demora, Gin Oliveira, auxiliar de Duque na pasta de Esportes e Lazer, em Serra Talhada rebateu em nota, o deputado federal, Sebastião Oliveira. O parlamentar, aproveitou o grande feito do Afogados da Infazeira, contra o Atlético Mineiro, e grande repercussão na mídia nacional, para elencar críticas a gestão de Duque e Gin, quanto ao Estádio Pereirão.

    "Atualmente, o estádio Pereirão, patrimônio histórico da Capital do Xaxado, está relegado a segundo plano, em função do desinteresse da atual gestão municipal pela sua manutenção. Não é exagero dizer que o equipamento, que outrora, recebeu a Exposerra e a encenações teatrais, como a Paixão de Cristo, está entregue às moscas”, criticou.

    Confira a nota na íntegra logo abaixo.

    “Serra Talhada tem uma história que se destaca, principalmente por ter muita gente que sabe dar as mãos para fazer dessa terra um lugar melhor a cada dia, com mais oportunidades e um futuro cada vez mais promissor.

    Por outro lado, nos entristece quando vemos alguém que se reivindica serra-talhadense, que tem a chance de ajudar a nossa cidade, mas que só leva a vida em tirar de Serra Talhada o que lhe interessa e nada traz para beneficiar esse povo tão guerreiro e decente.

    E nesse caso, com muita indignação enquanto cidadão de Serra Talhada, me refiro ao deputado Sebastião Oliveira, que olha para o nosso município de relance, nas rápidas passagens que tem no nosso solo. Ele, assim como as fotos e os factoides que planta na imprensa, trata essa terra com desdém e com desprezo. Típico dele.

    De Serra Talhada Sebastião só gosta dos votos. Isso ele sabe vir buscar. Mas, quero que ele mostre os investimentos que chegaram através dele, o deputado federal mais votado em Serra Talhada nas duas últimas eleições, para a área esportiva. Quero que ele me leve numa praça esportiva, em uma quadra ou em qualquer equipamento esportivo aqui em Serra Talhada que ele tenha destinado recursos para construir.

    Pelo que consta na história, a realidade é outra. Se dependesse dele o nosso esporte morria a mingua, porque a prática dele é abandonar pelo meio do caminho o que tá dando trabalho. Diferente de nós, porque quando ele e os seus deixaram os jogadores do Serrano sem nenhuma condição de atuar, foram esses que ele tanto critica que se dispuseram a ajudar.

    Deputado Sebastião Oliveira, seja mais honesto com Serra Talhada, pare de usar do seu poder apenas para atacar quem o senhor não gosta. Use todo o seu prestigio e as suas emendas parlamentares e ajude a sua cidade crescer ainda mais. Deixe seu nome em pelo menos uma placa de um equipamento esportivo como o deputado que enviou os recursos. Faça feito Kaio Maniçoba e Gonzaga Patriota, que destinaram recursos para que nós pudéssemos reformar o Pereirão, portanto essa semana daremos a ordem de serviço, iniciando a obra de recuperação. O senhor pode fazer um gesto como eles estão fazendo, com um detalhe: o nobre deputado foi o mais votado de Serra Talhada. Honre seus votos.

    E não poderia finalizar sem reafirmar aquilo que Serra Talhada já sabe: a gente não se esconde, a gente enfrenta os problemas, encontra soluções e mostra resultados. Foi assim que o governo do povo de Serra Talhada construiu praças de esportes e lazer, ginásios cobertos, o Centro de Artes e Esportes, que está construindo o Centro de Iniciação ao Esporte, que fomenta todos os dias as várias modalidades esportivas no nosso município, que leva qualidade de vida e bem-estar para a nossa população.

    Fazemos e faremos muito mais, porque a gente não tem medo de encarar o povo e nem de pegar no pesado para ver o serviço andar. Diferente do deputado Sebastião Oliveira, que não teve coragem nem de pedir as chaves para olhar o Pereirão e buscar saber quais os projetos que temos para melhorar esse importante equipamento. Ele preferiu ficar escondido e fazer uma foto de atrás do muro com medo que o povo de Serra Talhada lhe cobrasse aquilo que ele deveria ter trazido para a nossa terra. Sebastião é daqueles que freta um avião para convencer o povo que tá tudo certo, mas quando o povo descobre que foi iludido, ele some e bota a culpa na prefeitura, típico de quem não tem grandeza política e nem a coragem do povo sertanejo.

    Muito obrigado aqueles deputados e deputadas que não são daqui, mas que aqui chegam para ajudar o nosso povo. Só temos a agradecer. Vocês honram os seus votos e merecem os nossos aplausos.

    Gin Oliveira
    Secretário de Esportes e Lazer

  • Márcia fala de encontro com Lula e desafia Carlos apresentar modelo de gestão melhor do que o do PT

    O sentimento é de puro amor, admiração e gratidão ao Partido dos Trabalhadores – PT. É desta forma que Márcia Conrado, Secretária de Saúde da Prefeitura de Serra Talhada justifica seu ingresso na legenda, que tem como estrela maior, o ex-presidente Lula - que inclusive, mandou uma mensagem no formato de vídeo, saudando a pré-candidata à prefeita da Capital do Xaxado, no dia em que assinou a ficha de filiação da legenda.

    “Eu tive uma conversa prévia com o presidente Lula e eu não me via em outro partido ao não ser o PT, que tem as mesmas ideologias que transformou Serra Talhada”; revelou Conrado em entrevista a Júnior Campos.   

    Enquanto defendia o modelo de administração de Luciano Duque, que segundo Márcia segue os mesmos padrões impressos por Lula: “de desenvolvimento, progresso e de levar ações para os que mais precisam”; Márcia foi provocada a expor sua opinião sobre o registro ou não da candidatura do ex-prefeito, Carlos Evandro.

    “Eu não estou preocupada com isso não! Estou preocupada em continuar construindo o que temos construído e de andar no caminho certo e assim a gente vai seguindo, não olhando para oposição”, refutou.

    Quanto as declarações de Carlos de que está pronto para o debate e de que não dará mais respostas as provocações de Luciano Duque, Conrado minimizou:  

    “Campanha é sempre um grande desafio e vai ganhar que tiver as melhores propostas e ações para entregar a população, e, isso eu tenho certeza”, disse.