• STF aceita denúncia e Collor vira réu na Lava Jato

    O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira aceitar a denúncia proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTC-AL), no âmbito da Operação Lava Jato. O julgamento que ocorreu na Segunda Turma do STF foi resolvido por unanimidade: os ministros Edson Fachin, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli votaram para que Collor se tornasse réu.

    O ex-presidente é acusado, com outras sete pessoas, de ter comandado uma organização criminosa para operar desvios na BR Distribuidora.

  • Merenda escolar: Vereadores saem em defesa de Duque (PT). Sinézio e Gilson esquentam a discussão

    A sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Serra Talhada, desta segunda-feira (21), girou em torno da visita que os vereadores de oposição, Antônio de Antenor e Jaime Inácio e o vice-presidente do PR, Allan Pereira fizeram a uma unidade de ensino do município, no distrito de Caiçarinha, que segundo os parlamentares, a Secretaria de Educação estaria servindo merenda de baixa qualidade.

    O primeiro a puxar o coro em defesa do Governo Duque (PT), e criticar os vereadores do bloco de oposição foi o vereador Rosimério de Cuca (PMN), que atua na região, ao lado Agenor de Melo (PV).

    “E desde quando leite com bolacha não é merenda? Tem hospital regional, vamos lá fiscalizar também. Falta remédio...cirurgia estão deixando de fazer por falta de medicamentos”. Provocou Cuca, se referindo ao Hospam.

    Já o vereador Sinézio Rodrigues do PT, que está de olho em uma cadeira na ALEPE, disse que a rede municipal de ensino de Serra Talhada, conta com mais de 11 mil estudantes, “e o governo tem que oferecer professores em sala de aula e supervisores”, completou.

    Sinézio ainda contabilizou que para se ofertar merenda escolar, o município conta apenas com 0,38 centavos, o que na visão do parlamentar é “algo vergonhoso”.  Ainda segundo Sinézio, faltou coerência, sensatez e prudência, dos parlamentares o que caracterizou - na visão do petista - uma ação política partidária.

    “Temos ter cuidado para não fazer palanque político, antecipando ou dando continuidade que precisa ser desarmado”, frisou.

    Em resposta a Sinézio, Antônio de Antenor (PR), em tom de provocação disse que o petista não sabia o que estava falando e completou: “Não fomos nos promover politicamente e sim cumprir o dever do vereador de fiscalizar”, devolveu.

    Já o vereador, Gilson Pereira do PROS, que se batiza independente, interrompeu Antenor e apimentou a discussão: “Não se preocupa não por que a fala do vereador Sinézio, vem do coração para agradar o prefeito”. Provocou.

    “Não tenho motivos nenhum para agradar o prefeito, tanto é que já voltei junto com a bancada de oposição contra o prefeito. Eu tenho autonomia, e não vossa excelência que tira minha autonomia e nem vereador nenhum. Eu falo com a razão e sensatez. Agora abrem a boca para falar besteira, para fazer palanque político, acompanhado de seus cabos eleitorais e presidente de partido”. Cravou o petista em alto tom, ao fazer a réplica.

  • Câmara Federal retoma nesta terça a votação da reforma política

    O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou para esta terça-feira (22), às 13h, a sessão em que deverá ser retomada a votação da chamada “PEC da reforma política”.

    Os deputados vão analisar a PEC 77/2003 que prevê a mudança do sistema eleitoral (em vez do proporcional, o “distritão”) e a criação de um fundo público para financiar as eleições.

    A PEC deveria ter sido votada na última quinta-feira mas Rodrigo Maia encerrou a sessão por achar que não havia quórum suficiente para aprová-la (308 dos 513 deputados).

    Dos 25 deputados da bancada pernambucana, 12 de declaram contra o “distritão”, seis a favor e os outros sete estão indecisos.

    Ainda esta semana, a Câmara deverá votar também a PEC 282/2016 que trata do fim das coligações proporcionais e institui a chamada “cláusula de barreira”. O relator na Comissão de Constituição e Justiça, deputado Betinho Gomes (PSDB-PE), deu parecer favorável a ambas as propostas.

  • Com investimento de R$ 1,2 mi, Custódia receberá unidade do Corpo de Bombeiros Militar

    Visando interiorizar as atividades do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE) para que a população seja atendida de forma mais rápida e eficaz, o governador Paulo Câmara firmou, nesta segunda-feira (21.08), um convênio para que o município de Custódia, localizado no Sertão do Moxotó, receba a primeira unidade da corporação.

     

    O novo prédio, que conta com uma área de 17.184 metros quadrados (m²), será instalado onde funcionava o Terminal Rodoviário da cidade. A partir do investimento de R$ 1,2 milhão do Governo do Estado, serão providenciados viaturas de combate a incêndios, viatura Auto resgate, viatura de vistoria e viatura de comando operacional, além de vários equipamentos de salvamento e resgate.

     

    "A cessão desse imóvel e a possibilidade de a estrutura do Corpo de Bombeiros funcionar em Custódia é um grande avanço, pois é uma cidade central que dialoga com outros municípios e tem condições de dar respostas rápidas. O bombeiro tem um trabalho efetivo e ajuda, principalmente, na prevenção, na defesa social. E isso tem nos ajudado a ter o mínimo de ordenamento das licenças e, ao mesmo tempo, evitar que estabelecimentos que não tinham condições nenhuma de serem utilizados, entrem em funcionamento. Então, quero fazer parcerias em favor da população, tirando do papel aquilo que é importante", afirmou o governador Paulo Câmara.

     

    O Termo de Cessão de uso de bem imóvel faz parte do convênio firmado entre a Secretaria de Defesa Social (SDS), através do CBMPE, e a Secretaria das Cidades, por meio da Empresa Pernambucana de Transporte Coletivo Intermunicipal – EPTI. A nova unidade contará com um efetivo de serviço diário de dez homens e mulheres que atuarão nas emergências e acidentes de incêndio, resgate, salvamento e serviço técnico. A nova estrutura terá atuação regional, atendendo cerca de dez municípios.

     

    O prefeito de Custódia, Manuca de Zé do Povo, pontuou que o Governo de Pernambuco  está atendendo a uma demanda muito aguardada pelos moradores do município, uma vez que o prédio do Terminal Rodoviário era praticamente inutilizado. "São gestos como esse que amenizam as dificuldades da cidade. Somos muito gratos por podermos contar com o governador Paulo Câmara e espero que essa parceria se estenda por muito mais tempo. Certamente, diante da crise, a condição em que Pernambuco está se sobressaindo ao País está vivendo", afirmou.

     

    O secretário das Cidades, Francisco Papaléo, aponta a nova unidade como um marco do Governo de Pernambuco, oferecendo uma finalidade a um prédio público até então inutilizado. "Hoje, as pessoas preferem fazer o embarque e desembarque dos ônibus intermunicipais às margens da BR-232, então, vamos, junto às prefeituras, em busca de construir baias para dar apoio a essas pessoas", afirmou. O comandante do CBMPE em exercício, coronel Marcílio Rossini, assegurou que o tempo de chegada do Corpo de Bombeiros a cidades como Arcoverde e Serra Talhada será reduzido à metade. "É um avanço, pois reduzimos a distância no atendimento à BR-232, podendo chegar muito mais rápido a uma ocorrência não só à cidade de Custodia, mas aos municípios do entorno do Moxotó", avaliou.

     

    Também participaram da solenidade os secretários Antônio de Pádua (Defesa Social); o secretário em exercício da Casa Civil, André Campos; o deputado federal André de Paula; e a diretora-presidente da EPTI, Thaíse Ferreira.

  • José Patriota representará o Brasil em evento internacional de prefeitos

    O Prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, representará os Prefeitos de todo o Brasil na XI Cúpula de Prefeitos das Américas, representando a Confederação Nacional dos Municípios. O evento será realizado entre os dias 23 e 26 de Agosto, na cidade de Pachuca, no Estado de Hidalgo, no México.

    Patriota fará duas importantes apresentações durante o evento. Em uma delas, falará da sua experiência como integrante da comissão nacional pela implantação nos municípios dos objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS). Em um segundo momento, no Fórum Latino Americano da Água, Patriota apresentará a experiência exitosa de Afogados da Ingazeira nas ações de infraestrutura hídrica que melhoraram o acesso à água na zona rural do município.

     A cúpula reúne Prefeitos e dirigentes municipalistas da América Latina e do Caribe, sendo o maior evento municipalista do continente, reunindo também diversas instituições e organismos multilaterais.

    "Será uma grande honra poder representar o Brasil, apresentar o que estamos fazendo para implantação dos objetivos de desenvolvimento sustentável, e poder, também, apresentar o que estamos fazendo em Afogados para garantir o acesso à água para nossa população rural," destacou Patriota.

     O Prefeito de Afogados viaja nesta terça e retorna ao município no próximo Domingo (27). Tendo em vista o prazo de afastamento ser inferior a quinze dias, não haverá necessidade oficial de transmissão de cargo. O Vice-Prefeito Alessandro Palmeira estará no município coordenando todas as ações estratégicas do Governo Municipal. Informamos ainda que todas as despesas da viagem serão custeadas pela CNM e AMUPE, ficando o município de Afogados da Ingazeira isento de qualquer despesa com a atividade. Sem qualquer ônus para a Prefeitura, a não ser o de ter o seu nome e as suas ações divulgadas fora do Brasil.

     Não é a primeira vez que Patriota representa Afogados e o Brasil em um evento internacional. Há dois anos, também em Agosto, Patriota participou em Porto Rico do IX Congresso Latino Americano de Cidades e Governos Locais, falando mais uma vez em nome da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

  • Prefeitura de Serra Talhada, diz que vereadores fabricaram denúncia, sobre merenda escolar

    Em nota, a Secretaria de Educação de Serra Talhada, diante de matéria publicada na imprensa local (veja) nesta segunda-feira (21), acerca de denúncia de falta de merenda em escola de Serra Talhada feita por vereadores da oposição, faz os seguintes esclarecimentos:

     

    1. A denúncia fabricada pelos vereadores que assinam a matéria, tem, tão somente,  o caráter de enganar a população com inverdades cujo o único intuito é fazer uso político do fato para se promover na mídia local, reforçada pela presença de dirigente partidário;

    2. Como em todas as demais escolas da rede municipal de ensino, o depósito onde é armazenada a merenda estava completamente abastecido, como pode ser facilmente comprovado através do protocolo em que consta data e hora em que a reposição da merenda foi realizada;

    3. Causa estranheza na gestão da escola  o fato dos vereadores que estiveram na instituição não terem divulgado as fotos que fizeram do depósito abastecido, reforçando ainda mais o caráter político da inverdades lançadas contra a Secretaria Municipal de Educação;

    4. Além dos fatos que comprovam a falsidade das afirmações dos parlamentares, agrava-se o fato de haver relatos de terem induzido os alunos a criticarem a merenda escolar, expondo os menores de forma inapropriada.

    5. Por fim, a Secretaria Municipal de Educação tomará as medidas cabíveis para restabelecer a verdade, e repudia, veementemente, esse tipo de expediente, onde inverdades são criadas com única finalidade de instrumentalização política e autopromoção, expondo de forma vergonhosa toda uma comunidade escolar a partir da intimidação e do uso indevido de prerrogativas.

    A Secretaria Municipal de Educação estará a disposição para quaisquer esclarecimentos, e vai trabalhar para que a verdade dos fatos seja prontamente restabelecida.

  • Faeca defende pré-candidatura de Sinézio e diz estar com o nome na mesa para 2020

    O secretário de governo do prefeito Luciano Duque, Faeca Melo, concedeu uma entrevista ao comunicador Giovanni Sá do site Farol de Notícias e, respondeu a algumas questões que estão envolvendo a política serra-talhadense.

     

    Faeca foi questionado sobre a postura do prefeito em relação às candidaturas de Sinézio e do Deputado estadual Augusto César e, justificou as supostas contradições nos apoios e sinalizações de Duque dizendo "que isso está dentro da normalidade política da gestão de Luciano Duque. Sinézio é um grande parceiro. Eu voto em Augusto César. Nada mais justo do que apoiar Augusto que nos apoiou na campanha. Nós devemos acompanhar o prefeito em todas as suas decisões", declarou o secretário reiterando o apoio dele e do prefeito à reeleição de Augusto César para Deputado estadual nas próximas eleições.

     

    Quando provocado sobre uma possível candidatura sua para a sucessão municipal em Serra Talhada, o secretário afirmou que "o próprio prefeito já declarou que vai escolher um nome só no final de 2018. Não só ele, mas todo o grupo. Eu me coloco na mesa também para que o grupo possa escolher", pontuou Faeca, apesar de o nome de Márcio Oliveira já estar quase que consolidado para o pleito de 2020.

  • Tem torcida pela saída de FBC, Wanderley continua prefeito e Nailson trava briga com jornalista

    INTERNAMENTE: Ao cumprirem agenda com o Governador Paulo Câmara, nos municípios de Brejinho, Itapetim, São José do Egito e Santa Terezinha, aliados de primeira hora do Chefe de Estado, não esconderam a insatisfação com as movimentações do Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB). Entre os mais inquietos com o comportamento de Fernando, em reserva, já admitem sua saída e dos filhos do ninho socialista e até torcem para que isso aconteça. Entre os mais radicais, taxam o senador de ter má reputação.

     

    NÃO SAIU DA CADEIRA: A análise que se faz e não tem outra; é de que, Wanderley continua sendo o prefeito de Brejinho. O ex-prefeito recebeu o governador e sua comitiva em sua casa e ainda de quebra assinou a ordem de serviço para construção de três barragens e do sistema adutor da comunidade de Sítio São Miguel. Restou apenas, para a prefeita Tânia fazer cobranças a Paulo; que mesmo entregando e garantido mais ações, não recebeu da prefeita, um gesto sequer de gratidão.

     

    EM PRÉ-CAMPANHA: Depois de acelerar os passos pelo sertão, Fernando Bezerra e Fernando Filho, ambos do PSB estiveram reunidos em Olinda, com o prefeito Lupércio e a equipe de governo.

     

    INTRANSIGENTE: O presidente da Câmara de Vereadores de Serra Talhada, Nailson Gomes do PTC resolveu travar uma verdadeira guerra com o jornalista Giovani Sá, que assina o Farol de Notícias. Assim como tem se comportado no parlamento, como um verdadeiro líder governista – não sendo este o seu papel – Gomes que não aceita as críticas e cobranças da imprensa, tenta a todo custo desqualificar as publicações do Farol. Já no parlamento, o presidente caça a fala de quem for contrário as suas posições.

     

    2020 EM PAUTA: Faeca Melo, Secretário de Governo, já trabalha para suceder Luciano Duque (PT). Apesar de sustentar o discurso de que não vai criar arestas com os que já estão na fila e de que, “não vou importar, mas meu nome está na mesa”; nos corredores do Palácio Municipal, o auxiliar de Duque, assim com Zé Raimundo tem aturado o prefeito, em exercício, Márcio Oliveira (PSD) e admitem a sucessão de Márcio, com natural.

     

    BRIGA: Rodrigo Novaes e Sebastião Oliveira foram os principais personagens do noticiário da região esta semana. Um deputado estadual e outro federal da base do governo Paulo Câmara (PSB), ocuparam o espaço no rádio e da imprensa escrita, para a troca de ironias e acusações.

  • Carro Forte: 14º BPM detalha ação que terminou com dois bandidos mortos e dois presos

    Em nota ao blog, neste domingo (20), o Comando do 14º BPM, relatou que na data de 18 de agosto (sexta-feira), após receber informações de que um carro forte havia sido assaltado no local na rodovia estadual PE-365, que liga Serra Talhada a Santa Cruz da Baixa Verde e que Policiais Militares do 14º BPM haviam entrado em confronto; a equipe da CIOSAC deslocou-se até ao local, onde adentraram na mata e localizaram um dos criminosos de 24 anos, que realizou disparos contra o policiamento, os quais foram revidados e o atingiram.

    O criminoso foi encaminhado ao HOSPAM, porém não resistiu. Segundo o 14 º BPM, em busca aos seus pertences foi encontrado um aparelho celular, onde havia vários áudios do planejamento do assalto.

    Em mais uma operação de buscas pela caatinga foram localizados e detidos  dois criminosos, os quais identificaram os demais integrantes do bando e que viriam resgatá-los por volta das duas horas da manhã deste sábado (20).

    Ao aproximarem-se do local do possível resgate, o policiamento foi recebido a tiros, os quais foram correspondidos, onde mais criminoso foi atingido e socorrido ao HOSPAM, e acabou morrendo.

    Ainda segundo o 14º BPM, ao realizar novas buscas, porém nenhum outro envolvido foi localizado.

    Na operação foram apreendidos 02 (dois) fuzil e 26 (vinte e seis) munições deflagradas.

  • A briga pelo legado de Eduardo Campos

    Há três anos, a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, à época candidato a presidente da República, deixou um vácuo na família Campos e também em seu partido, o PSB.

     

    Hoje, enquanto a sigla sofre com a ausência de uma liderança com capilaridade nacional, a família disputa o poder de uma dinastia que surgiu com Miguel Arraes (1916-2005), avô de Eduardo, ex-prefeito de Recife e governador de Pernambuco por três vezes.

     

    Em 2018, tio e sobrinho concorrerão a uma cadeira na Câmara dos Deputados, ao passo que no governo estadual a prima de Eduardo, hoje filiada ao PT, pode enfrentar o partido da família, o PSB. A questão é que, mesmo diante de tantos aspirantes a sucedê-lo, nenhum nome parece estar à altura de Eduardo — pelo menos por enquanto.

    João Henrique Campos, um dos cinco filhos de Eduardo, está sendo treinado para vir a ser seu sucessor desde sua morte. Com 23 anos, o jovem recém formou-se em engenharia civil e assumiu, em fevereiro deste ano, o cargo de chefe de gabinete do atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Deve concorrer em 2018 ao cargo de deputado federal. “Ele tende a obter uma boa votação para deputado federal e poderá, quem sabe no futuro, vir a tentar cargos majoritários”, afirma Adriano Oliveira, cientista político e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Enfrentará a concorrência do tio, Antônio Campos, irmão de Eduardo que saiu do PSB rumo ao Podemos disparando críticas à família e ao partido, após perder a eleição para prefeito de Olinda.

    À época ele queixou-se da ausência da cunhada, a viúva de Eduardo, Renata Campos, em seu palanque, e a acusou de temer que ele fizesse “sombra” a seu filho João Henrique. “Ela jamais gostou dos Campos, inclusive do meu pai, mas a perdoo e desejo muita paz a ela, que comanda muito a política do PSB no Estado, sem querer aparecer ostensivamente”, afirmou Antônio, que nega querer disputar o legado do irmão. “Há espaço para todos”.

    A viúva discreta - De perfil discreto, Renata era a pessoa que mais influenciava Eduardo. Todas as decisões do presidenciável passavam pelo crivo da economista, também filiada ao PSB. Hoje, a viúva procura não se envolver diretamente em disputas, mas continua exercendo papel central nos bastidores do partido. “Há especulações de que ela também estaria interessada em um cargo proporcional, mas ela é discreta, só aparece em eventos públicos juntos aos filhos”, diz o cientista político Michel Zaidan, autor de um livro sobre os anos eduardianos em Pernambuco. “Ela não tem cargo mas é como se tivesse. Não se pode subestimar a importância dela e da mãe de Eduardo, Ana Arraes, no PSB.”

    Nas últimas semanas, surgiram especulações de que Ana, que foi deputada federal antes de ser ministra do Tribunal de Contas da União, estaria prestes a voltar à vida política para concorrer a uma candidatura majoritária ou, num voo mais ambicioso, a uma vaga de vice numa chapa presidencial.

    No ano passado outro nome da família Campos deixou o PSB. Foi Marília Arraes, prima de Eduardo Campos, que filiou-se ao PT. A vereadora de Recife já havia rompido com o partido em 2014, quando anunciou que apoiaria o petebista Armando Monteiro, adversário do governador Paulo Câmara na disputa ao governo de Pernambuco.

    Em sua carta de desfiliação, a vereadora criticou o partido e afirmou que “atitudes bajulatórias, principalmente para com a família Campos e os que gravitam em torno dela, tornaram-se praxe entre os integrantes do PSB”. Marília pode vir a ser a candidata ao governo do Estado em 2018. Após duas eleições sem lançar candidatos, o PT tem defendido a ideia de ter um nome próprio para a disputa. Apesar da grande quantidade de nomes que orbitam em torno da família Campos, parece não haver ainda um sucessor pronto a ocupar a liderança exercida por Eduardo. “Ele tinha o controle do partido nacionalmente. Agora há uma concorrência para presidir a legenda”, constata Zaidan. Resta saber se o “eduardismo” será capaz de sobreviver ao tempo — e às disputas de poder.

    Fonte: Isto É

     

  • Com discurso de candidato, Lula diz que pode ‘consertar o país’

    No último dia da passagem de sua caravana pela Bahia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de um evento com agricultores familiares e o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) em Feira de Santana (BA).

    Na cidade, segundo maior colégio eleitoral baiano e governada por um prefeito do DEM (José Reinaldo), Lula não tratou diretamente das eleições de 2018, mas falou como candidato ao dizer que quer “consertar” um “país quebrado”. “Se tem uma coisa que eles sabem é que nós podemos consertar esse país”, declarou petista, em um palco montado na casa de shows Estação da Música.

  • Investigação confirma aposentadoria irregular de Dilma

    Nesta sexta-feira, VEJA obteve as conclusões dessa investigação. No momento em que o PT trava uma luta contra a reforma da previdência, os achados da sindicância não poderiam ser mais desabonadores à ex-presidente petista.

    egundo a investigação, aposentada pelo INSS desde setembro do ano passado, Dilma Rousseff foi favorecida pela conduta irregular de dois servidores do órgão que manipularam o sistema do INSS para conseguir aprovar seu benefício e ainda usaram influência política para conseguir furar a fila de benefícios.

    Despacho assinado pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, aplica punições ao ex-ministro Carlos Gabas, responsável por Dilma ter furado a fila do INSS, e à servidora Fernanda Doerl, que manipulou irregularmente o sistema do INSS para regularizar o cadastro da petista.

  • Exclusivo: Câmara detalha agenda, ressalta parceria com o Cimpajeú e avalia movimentações de FBC

    Com exclusividade, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) falou com Júnior Campos, nesta sexta-feira (19), logo ao iniciar sua agenda, pelo município de Brejinho.  Câmara detalhou sua agenda na região do Pajeú, fez um paralelo do Brasil e o Estado de Pernambuco, sinalizou positivamente quanto aos pleito do presidente do Consórcio, Marconi Santana e avaliou as movimentações do Senador Fernando Bezerra Coelho do mesmo partido.

    Júnior Campos: Governador, bom dia. Fala pra gente quais ações o senhor está trazendo para o Pajeú.

    Paulo Câmara: Estamos vindo ao Pajeú mais uma vez, aqui em Brejinho, depois vamos rodar ainda mais três cidades. É uma agenda dedicada a verificar as obras em andamento, principalmente da parte hídrica. Vamos dar ordem de serviço de alguns sistemas simplificados de abastecimento; em São José do Egito vamos fazer um convênio para o Hospital e conversar com as pessoas.

    Fizemos uma reunião com a prefeita Tânia de Brejinho, onde ela apresentou suas reivindicações. Tem a parte de estradas e segurança que nos preocupa muito. Vamos continuar trabalhando. As dificuldades no Brasil são enormes, Pernambuco está conseguindo cumprir suas obrigações, mas tem muito o que fazer. Estou muito dedicado, esforçado e tenho certeza que a gente vai conseguir melhorar muito ainda, o que precisar ser melhorado e avançar. Vamos ouvir o Pajéu, fazer as entregas e buscar melhorar a vida do povo.

    Júnior Campos: O prefeito Marconi teve uma agenda com o senhor, pelo o Cimpajeú, o que vai ser possível atender ?

    Paulo Câmara: Ações do consórcio aqui do Pajeú, que abrange mais de 20 municípios e achei muito importante, interessante e estas ações conjuntas podem beneficiar a todos. Então, com certeza, vamos dá encaminhamento aos pleitos do prefeito Marconi, quanto à usina de asfalto e outras questões da zona rural. Eu tenho certeza, que a gente vai ter uma parceria importante. O momento exige parcerias.

    Júnior Campos: Como o senhor avalia estas movimentações do senador Bezerra Coelho?

    Paulo Câmara: Natural do processo eleitoral. Eu como governador, tenho  me dedicado a administrar Pernambuco e vou fazer isso! Então eleição a gente vai discutir em 2018.

    Júnior Campos: Obrigado governador.

    Paulo Câmara: Eu que agradeço amigo.

     

  • Em Brejinho, Câmara fala em confusões em Brasília e garante que vai estabelecer a paz em PE

    Imagem: Júnior Campos

    Ao iniciar  agenda no município de Brejinho, no Sertão do Pajéu, onde entregou o Sistema de Abastecimento de Água para os moradores de Mussambê e Caldeirão, o governado Paulo Câmara do PSB voltou a sustentar o discurso que está aplicando os recursos públicos de acordo os anseios da população.

    No embalo do discurso o Chefe do Executivo Estadual, aproveitou para criticar o Governo Federal assinado pelo presidente Michel Temer (PMDB).

    “Os tempos são difíceis, mas não podermos de deixar de cuidar das contas e estamos aplicando no que é prioridade”, disse Câmara citando a entrega de sistema simplificado e novas barragens.

    Ao ressaltar o equilíbrio financeiro de sua gestão, o socialista ecoou que “não vou deixar que as confusões de Brasília atrapalhem Pernambuco”.

    O governador ainda aproveitou o público presente para falar das ações que tem empreendido para enfrentar o aumento da criminalidade em Pernambuco.

    “Crime organizado, arma entrando pelas fronteiras. Prendemos mais de 15 quadrilhas que estavam aterrorizando Pernambuco. Eu não vou descansar enquanto na estabelecer a paz em Pernambuco”, reforçou.

     

  • Lula não fala em eleição, mas faz discurso de candidato na Bahia

    Em sua primeira manifestação na caravana em que vai percorrer 25 cidades do Nordeste nos próximos vinte dias, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou que “não está na hora” de falar em eleições e que quer “andar pelo país”.

    Apesar da não assumir sua postulação ao Palácio do Planalto – o contrário poderia lhe render problemas na Justiça Eleitoral –, Lula fez um discurso de candidato no Estádio da Fonte Nova, em Salvador, ressaltando os feitos de seu governo, sobretudo na área social, e criticando adversários.

  • Sem quórum, Câmara adia votação da reforma política

    Sem quórum suficiente, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão plenária desta quarta- sem votar o texto-base da proposta de emenda à Constituição 77/2003, a PEC da reforma política, que altera o sistema eleitoral e o financiamento das campanhas. A votação foi remarcada para a terça da semana que vem.

  • Em encontro com Paulo Câmara, Marconi protocola pleitos para Flores e Cimpajeú

    O prefeito de Flores, Marconi Santana, foi recebido na manhã esta terça-feira (15), no Palácio do Campo das Princesas, pelo Governador Paulo Câmara.

    O gestor solicitou ao governador em nome do Cimpajeú, através de protocolo, uma usina de asfalto e equipamentos para o consórcio, e também solicitou reforço policial para o município de Flores.

    Marconi recebeu garantia do governador do estado para os pleitos solicitados, nos quais também estão inclusos a recuperação asfáltica da PE-337 em toda sua extensão, em especial, no trecho Sítio dos Nunes/ Fátima.

    O prefeito agradeceu o apoio de Paulo Câmara e do Deputado Federal Danilo Cabral reiterando que os mesmos “sempre estão prontos a atender as necessidades do nosso povo e de nossa região”, pontuou.

  • Em Princesa Isabel, ex-vereador lança nome para federal, e em ST vereador quer cidadão armado

    PRINCESA ISABEL: O ex-vereador Célio de Zé Biró (PSB) decidiu lançar-se pré-candidato a deputado federal, mas não pelo mesmo partido. Segundo Célio, outra sigla já está sendo estudada. Mas, não revelou qual. O ex-parlamentar que compõem o time de lideranças de Ricardo Pereira, prefeito da mesma cidade, disse que poderá fazer dobradinha com Aledson Moura (PSB). Célio tem como motivação o ex-presidente Lula. A declaração do socialista foi dada ao comunicador Alberto Ribeiro, no programa agora é a hora.

    REVOLTADO: Em Serra Talhada, o vereador Rosimério de Cuca (PMN), a cada sessão revela sem timidez, a sua revolta contra o Governador Paulo Câmara do PSB. Cansado de assistir o alto crescimento no índice de criminalidade na cidade; Cuca que já jogou no colo de Câmara as mortes no estado. Ontem, em sessão ordinária, Rosimério chamou o Chefe do Executivo Estadual de “governadozinho”, e defendeu o uso de arma pelo “cidadão de bem”, para enfrentar os praticantes de assaltos em Serra Talhada.

    AGENDA: O prefeito de Flores, Marconi Santana, tem audiência nesta terça-feira (15), com o governador Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco. O encontro entre o prefeito e Câmara, acontece logo após a entrega das 28 (vinte e oito) ensiladeiras, pelo Cimpajeú.  O bom desempenho de Marconi à frente do consórcio tem despertado o Palácio do Campo das Princesas.

    NO TSE: Confirmado para esta terça-feira (15), a votação do RESPE 9229, sobre a Inelegibilidade ou não do prefeito de Tuparetama, Sávio Torres do PTB. Se o Ministro Tarcísio Vieira de Carvalho votar a favor de Sávio, ele fica e irá aguardar os demais julgamentos, se não lograr êxito, será retirado do comando da Prefeitura de Tuparetama e haverá novas eleições.

    ESCLARECEU: O presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento-Compesa, Roberto Tavares,  garantiu hoje (14) durante audiência pública, na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe), que a companhia não será privatizada e que essa  decisão foi tomada pelo governador Paulo Câmara, que deseja ampliar os serviços de saneamento, mas sem abrir mão do controle da gestão por parte do Estado.

    NACIONAL: O Governo Federal faz cálculos para definir novo teto para o rombo das contas públicas. Levanta receitas com as quais poderá contar, entre elas de novas concessões, para anunciar nova meta fiscal, que deve ser de déficit de até R$ 159 bilhões em 2017 e 2018.

     

  • TCR: Secretário de Duque fala em imposição legal e que MPPE não pode atuar em causa tributária

    Atendendo a convocação do vereador do bloco de oposição, Antônio de Antenor do PR, para dá explicações sobre a TCR - Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos, o Secretário de Planejamento e Gestão Josembergues Melo, iniciou dizendo, nesta segunda- feira (14), na tribuna da Casa de Leis de Serra Talhada que "não é um tema novo" e que é o porta voz do governo neste tema e que está no exercício da transparência pública.

    Josembergues falou da base legal da TCR , citando a constituição, completando que a TCR "é uma imposição legal". Ele ainda reforçou que do ponto de vista legal, "isso é limpeza pública".

    Ainda segundo o secretário a taxa é bilateral, feita pelo o custo estimado do serviço e área do imóvel.

    Sobre o cálculo da TCR - Taxa de Coleta de Resíduos, o auxiliar de Duque disse que "não chutamos ou caímos da cama", justificando que "outros municípios praticam como base de cálculo a área do imóvel".

    Neste momento, o vereador Gilson Pereira do PROS, questionou em tom de provocação, o presidente da Casa Nailson Gomes: "Vai falar até amanhã"?, e completou: "O senhor está mais errando do que acertando".

    Amparado por Nailson, Josembergues devolveu ao parlamentar: "Nós ouvimos muito e agora vamos falar".

    Dando continuidade ao tom explicativo sobre o cálculo da TCR, Josembergues afirmou que a prefeitura não passou para as costas do contribuinte, fazendo uma conta que R$ 2 milhões é o valor real das despesas com o serviço de coleta de lixo para uma arrecadação hipotética de pouco mais de R$ 1 milhão. "Um percentual de 58,8%, se todos pagarem", ressaltou, emendando:

    "Distante de ser confiscatório, por que não ultrapassa os custo real do serviço".

    Elevando o tom do discurso, Josembergues disse que o que se vendeu sobre a TCR, "era necessário vender um carro e não é o que se vendeu na cidade, como valores do fim do mundo". Criticou, afirmando que houve por parte dos parlametares contrário a taxa, "posturas emocionais".

    "Falamos em boleto e não em conta casada. Foi precipitado esse tipo de comportamento! Achamos engraçado, como vamos juntar o que separamos? Demos provas concretas que isso não vai acontecer"; assegurou o secretário sobre a junção da taxa a conta de energia.

    Segundo Josembergues, "falsas informações ao defender o que não sabe".

    Já em relação a recomendação do Ministério Público, em desmembrar a TCR da conta de luz, Josembergues foi taxativo.

    "Ministério público não pode atuar em matéria tributária. É usupar da função...mas mesmo assim não nos furtamos em dá esclarecimentos. Decisão precipitada! Emprenharam o promotor pelos os ouvidos, respeitamos as instituições...".

    Em uma segunda intervenção Gilson Pereira disse que o secretário de Duque "em parte tem suas razões. E graças a Antonio de Atenor ele veio aqui. E foi feito na calada da noite e nunca apareceu ninguém...só depois do necessário. A emenda ficou pior do que o soneto", ironizou, provocando o presidente dizendo que, "como presidente não tomou nenhuma iniciativa", neste momento teve a palavra caçada.

    Após os esclarecimentos do Secretário de Planejamento e Gestão, Antônio de Antenor fez a leitura de uma lista extensa de questionamentos, que na visão de Josembergues foi montada curiosamente antes mesmo de suas explicações.

  • Comparando 2016/2017, Marconi diz que trabalho brilhante de delegada ajudou na redução de crimes

    Ao assinar a ordem de serviço, no final da tarde da última sexta (11), do Sistema Simplificado de Abastecimento d’ água do Sítio Matolotagem, o prefeito de Flores, Marconi Santana (PSB), aproveitou o momento e o público presente, para comemorar a redução no Índice de Crimes Violentos Intencionais – CVLI, em comparativo no mesmo período, 2016/2017.

    O percentual de redução em 8% foi revelado pelo subcomandante do 14º BPM, Alexino, em reunião na Câmara de Vereadores, que discutiu segurança pública com entrega de abaixo-assinado. (lembre)

    Segundo o prefeito, a queda significativa foi possível graças ao trabalho da Delegada de Polícia, Jéssica Zui.

    “Nossa delegada que tem exercido um brilhante trabalho na questão da criminalidade em nosso município, que foi reduzida de 2016 para 2017. Ela tem ajudado muito, no enfretamento contra a violência e principalmente contra a mulher”, disse o prefeito.