• Aliança PT e PSB cada vez mais evidente e Duque escala o vice do PSD para prestigiar Armando e FBC

    QUE VENHA 2018: A ausência de Marília Arraes (PT), ontem, segunda (11) e de lideranças do mesmo partido, como o Senador Humberto Costa, João Paulo, Bruno Ribeiro no ato, dos desistentes da Frente Popular de Pernambuco, contra Paulo Câmara do PSB, deixa mais irrefutável a volta do Partido dos Trabalhados (PT), para o palanque para Frente Popular de Pernambuco. Se as políticas, que mostraram a cara ontem, permanecerem juntas, (algo pouco provável), não há outra saída para o PT e PSB, ao não ser caminharem juntos.

    CAUTELOSO: Mesmo sem Marília, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque do PT, principal cabo eleitoral da neta de Arraes, escalou para lhe representar no evento liderado por Armando Monteiro (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PMDB), o vice-prefeito, Márcio Oliveira (PSD). A presença de Márcio reforça a habilidade de Duque, em continuar com seu governo presente em todos os palanques, até que o calendário eleitoral de 2018 se encerre.

    PAJEÚ: Além de Márcio Oliveira (PSD) foram prestigiar o ato, o prefeito de Tabira, Sebastião Dias (PTB) e Tassio Bezerra (PTB).

    ANIMADO: O Ministro de Educação, Mendonça Filho (DEM) cravou o discurso mais duro em direção ao governador Paulo Câmara (PSB). O auxiliar de Temer (PMDB) acusou o governador de patrocinar o medo nos corredores do Palácio do Campo das Princesas e o qualificou de omisso.

    EM PAUTA: A 1ª Turma da Corte Contas de Pernambuco, julga nesta terça (12), os Embargos de Declaração interpostos pelo prefeito de Tabira, Sebastião Dias  do PTB, à época, contra o Acórdão TC nº 0625/17, publicado no DOE do TCE/PE em 21/06/ 17, que julgou irregular a gestão fiscal do exercício financeiro de 2014, aplicando-lhe multa.

    SEM CRISE: Para justificar a contratação de Bruno e Marrone, para os festejos de fim de ano. O prefeito de Triunfo, João Batista (PR), ao mesmo tempo em que lançou o convite aos prefeitos presentes na última reunião do ano pelo Cimpajeú, disse que só foi possível garantir a atração porque vinha fazendo, mensalmente, uma reserva de R$ 10 mil.

  • Sem Marília Arraes (PT), desistentes da Frente Popular lançam movimentam contra Paulo Câmara (PSB)

    Sem Marília Arraes do PT, as principais lideranças de oposição no estado lançaram, nesta segunda (11), o movimento "Pernambuco Quer Mudar". O ato reuniu quase duas mil pessoas numa casa de recepções no Recife Antigo.

     

    À frente do evento os senadores Armando Monteiro (PTB) e os desistentes da Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho (PMDB), os ministros Fernando Filho (sem partido) e Mendonça Filho (DEM), o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) e os ex-governadores Joaquim Francisco e João Lyra Neto (PSDB), entre outros líderes.

     

    A proposta dos opositores de Câmara é percorrer todas as regiões do Pernambuco, já a partir de janeiro, iniciando por Petrolina, no Sertão.

     

    Segundo os organizadores, o ato pré-eleitoral reuniu mais de 45 prefeitos, centenas de vereadores, além de deputados federais e estaduais, representantes de partidos políticos, militantes, profissionais liberais e sindicalistas.

     

    "Temos um roteiro, temos a alternativa, temos homens testados nas lutas e nas urnas e que compreendem o quanto é necessário construir esperança nessa hora. Uma reunião desse tipo, com essa multiplicidade de lideranças mostra que estamos construindo uma engenharia de uma grande obra social e econômica. Estamos aqui porque temos crença de que Pernambuco precisa mudar e vai mudar", afirmou o ex-governador Joaquim Francisco. "O que estamos vendo aqui é que Pernambuco quer mudar. Não estamos vivenciando nenhuma convenção, não estamos anunciando nenhum candidato, mas nunca houve na história de Pernambuco o início de um movimento político com tantas lideranças. Isso significa que todas as regiões de Pernambuco vão nos unir para colocar Pernambuco no seu devido lugar, para fazer o estado restabelecer sua liderança nacional", frisou ex-governador João Lyra Neto.

     

    Deputado federal no terceiro mandato e ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho destacou a perda de competitividade do estado nos últimos três anos, quando Pernambuco investiu menos que Bahia e Ceará.

     

    "Nós temos agora é que construir o daqui pra frente, de forma diferente. Não temos medo do debate, não temos medo de defender as ideais em que acreditamos", disse.

     

    Para o deputado federal e ex-ministro das Cidades Bruno Araújo, esse é um dos movimentos mais consistentes, expressivos e fortes da história de Pernambuco. "Encerrou um ciclo. Pernambuco parou nos últimos três anos. Não que não tenha crise, mas a crise precisa ser enfrentada com coragem. O pernambucano é firme e não se acomoda nas situações difíceis. Vamos andar todo o estado e apresentar um novo projeto".

     

    Com 35 anos de vida pública, o senador Fernando Bezerra Coelho destacou a força das oposições em Pernambuco e afirmou que o próximo governador deverá sair deste campo político.

     

    "Eu vejo aqui e sinto no meu coração o sentimento das ruas, que vem do nosso povo. Pernambuco quer e vai mudar. Vamos virar a página de um ciclo político que já se esgotou". O ministro da Educação Mendonça Filho reforçou a necessidade de mudar, diante de um governo que frustrou a maioria dos pernambucanos. Ele acrescentou que a definição da chapa irá ocorrer no momento oportuno. "Não nos reunimos para definir quem será o candidato a governador ou senador, mas para dizer que percebemos o sentimento do povo pernambucano. Sentimento de basta à incompetência, à arrogância e à omissão. Pernambuco precisa construir um novo rumo".

     

    Encerrando o ato, o senador Armando Monteiro convocou todas lideranças e forças políticas do estado a construir um projeto que recoloque Pernambuco no caminho do crescimento. "Vivemos tempos de mediocridade no estado, de um experimento que não deu certo. Convoco a todos para que, juntos, possamos construir um novo projeto. Esse é um projeto que está aberto para todas as forças que têm compromisso com Pernambuco. Quem quiser, vai ser muito bem recebido", concluiu.

     

  • Em clima pré-eleitoral comitiva do PSB desembarcou no Morro da Conceição

    Com informações de Daniel Leite e Ana Tenório

    Em Casa Amarela, no Morro da Conceição, no Recife-PE, além de fieis que vão anualmente ao santuário de Nossa Senhora da Conceição, tem como tradição, também, abrigar os políticos que sobem o morro em busca de serem vistos pelos da santa.

    O deputado Jarbas Vasconcelos e o vice-governador Raul Henry, que enfrentam uma forte disputa contra o senador Fernando Bezerra Coelho, pelo controle do PMDB-PE, estiveram na festa do Morro da Conceição, na manhã de sexta (08).

    No mesmo dia, sexta (08), acompanhado pelo vereador Marco Aurélio (PRTB) e de lideranças comunitárias da Zona Norte do Recife, o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), que é pré-candidato ao Governo de Pernambuco, também aproveitou sua visita ao Morro da Conceição.

    O peemedebista esteve no santuário no mesmo horário do governador Paulo Câmara (PSB). Mas acompanhou a missa na igreja localizada lado da estátua de Nossa Senhora. Já os socialistas participaram do ritual na área externa.

    Pouco antes das seis da manhã, a comitiva do PSB desembarcou no Morro da Conceição. O prefeito Geraldo Júlio, o governador Paulo Câmara, Renata e João Campos, deputados e vereadores, além do secretariado do município e do Estado, subiram para a assistir a missa, pelo acesso da rampa. Em clima pré-eleitoral, com poucos abraços e muitas críticas, ensaiaram uma subida pouco carismática, cumprimentando as pessoas que seguiam em romaria.

    O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), que pretende protagonizar a candidatura de oposição ao governo estadual, no ano que vem, também esteve presente no santuário, no mesmo horário que os ex-companheiro do PSB.

    Desafeto do governador, o parlamentar esteve na missa dentro da igreja, enquanto o PSB em peso rezava no ritual da área externa. O senador também saiu sem falar com a imprensa.

    Paulo Câmara, por sua vez, negou que o horário tenha sido programado para não encontrar o Senador. "É uma festa ao qual compareço todos os anos, normalmente nesse mesmo horário. Venho aqui para agradecer", ressaltou. Ainda de acordo com ele, apesar das dificuldades, em 2017 a vinda ao morro foi especial. "A gente tem muito o que agradecer também", disse.

     

  • Duque investe R$ 730 mil em pavimentação e assegura que vai continuar com o canteiro de obras

    O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT) cumpriu mais uma agenda  de entrega. Na última sexta (08), o gestor da Capital do Xaxado voltou ao bairro da Cohab, para entregar aos moradores, quase 3 mil m² de pavimentação em paralelepípedo. Do próprio tesouro municipal, a prefeitura alocou R$ 190 mil. O montante investido foi de mais de R$ 730 mil.

    Para o gestor petista, mais um momento de felicidade promovido pelo o seu governo. “Fico muito feliz de poder promover melhorias na vida do meu povo e transformar a realidade da nossa terra. Como governante, me sinto realizado cada vez que vejo nos olhos das pessoas a alegria de ver a vida ficando melhor, com mais dignidade e cidadania”, externa o prefeito garantindo:

    “Vamos continuar com o nosso canteiro de obras, fazendo de Serra Talhada uma cidade cada vez mais moderna e pronta para receber novos e importantes empreendimentos que geram desenvolvimento e contribuem com a promoção de qualidade de vida para todas as pessoas.

     

  • FHC sobre Lula: ‘prefiro combatê-lo na urna a vê-lo na cadeia’

    Na convenção nacional do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso lembrou as suas duas vitórias contra o ex-presidente Lula (PT) nos pleitos de 1994 e 1998 e disse que, senão fosse a sua idade (86 anos), venceria o petista pela terceira vez. 

    “Eu prefiro combatê-lo na urna a vê-lo na cadeia”, disse o tucano. Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sergio Moro por corrupção e lavagem de dinheiro — sentença que, se confirmada na segunda instância, pode tirar o petista das eleições e levá-lo à prisão. A despeito dos problemas na Justiça, ele aparece em primeiro lugar nas pesquisas eleitorais.

  • Em Triunfo, SESC garante programação natalina

    A partir desta sábado (9/12) Triunfo voltará a ser palco do mais belo Natal do Sertão pernambucano. O Sesc Pernambuco realiza em parceria com a Prefeitura Municipal o  Natal Triunfo do Pajeú, uma grande festa com variada programação, para encantar moradores e turistas que visitarem a cidade. As atividades gratuitas acontecerão em vários espaços, como a Fábrica de Criação Popular, Theatro Cinema Guarany e Praça José Veríssimo Junior até o dia 6 de janeiro

    A tradicional festa será oficialmente aberta às 17h deste sábado, com o Desfile de Natal, que vai reunir alunos da rede pública de ensino, personagens do Ciclo Natalino, Fanfarras, e Caretas de Triunfo. A concentração será na Praça José Verissímo Júnior e o encerramento na Via Verde, onde acontecerá às 18h o acendimento das luzes natalinas com concertos da Orquestra Isaias Lima e o tenor Igor Alves.

    No domingo (10), às 20h, será aberta a Exposição “Fanopéia – leituras em água e tinta”, na Casa Brechó . A programação será retomada no dia 12 de dezembro, às 19h, com a Exposição de Oratórios na Igreja do Rosário. De 13 a 16 acontecem as mostras de dança, teatro, música e artes plásticas no Theatro Cinema Guarany e na Fábrica de Criação Popular do Sesc. Ainda no dia 16, às 16h30 acontece o Desfile de Natal na Praça José Veríssimo Júnior à Via Verde. Às 18h tem show de acendimento das luzes, e em seguida, apresentação do Coral Vozes de Pernambuco.

    No dia 17, a partir das 16h, tem apresentação do grupo Templários Acústicos no  Pólo Gastronômico. Na terça (19), o público poderá conferir o ensaio aberto do espetáculo Jesus, o Messias Esperado, às 19h na Via Verde.

    Dia 20, a partir das 19h30, na Fábrica de Criação Popular, os artesãos participantes do ciclo de palestras Vivências Artísticas exibem seus trabalhos na mostra Triunfo Criativo. Em seguida tem apresentação artística com Cristaleira.

    A festa continua no dia 21 de dezembro, com o Encontro de Cocos, às 19h30, na Fábrica de Criação Popular do Sesc. Participam o Coco das Abelhas, Coco das Águas Claras e o Coco Pisada Segura. O teatro também tem espaço na programação natalina de Triunfo, com o espetáculo Cordelina, que será apresentado no dia 22, às 19h30min, na Fábrica de Criação Popular. No mesmo dia, às 20h30, o Coral da Melhor Idade se apresentará na Praça José Veríssimo Júnior.

    No sábado (23/12), a programação começa às 16h30 com o Desfile de Natal, e às 17h acontecerá a apresentação Infância Rimada, na Via Verde, seguido pelo acendimento das luzes de natal. Às 20h, também na Via Verde, haverá o espetáculo Jesus, o Messias Esperado.

  • Paulo Câmara: Venho à Nossa Senhora da Conceição agradecer e pedir dias melhores

    Em uma demonstração de fé e diante da tradição centenária de reunir milhares de pessoas para prestar homenagem à Nossa Senhora da Conceição, o governador Paulo Câmara se uniu, nesta sexta-feira (08.12), a diversos fiéis para celebrar os festejos da Santa no Morro da Conceição, no bairro de Casa Amarela, localizado na Zona Norte do Recife. O chefe do Executivo estadual caminhou até o Santuário, onde participou da missa campal realizada pelo Padre Renato Azevedo. Este ano, a 113ª edição da festa trouxe como tema "Nossa Senhora da Conceição do Morro: Muitos Nomes, uma Só Mãe", em alusão aos vários títulos dados à Nossa Senhora, que é a mãe de Jesus.

    "Venho todos os anos para agradecer à Nossa Senhora pelo ano e pedir dias melhores, com muita luz, saúde, paz e justiça para o povo pernambucano. As pessoas vêm agradecer toda a luz que ela sempre nos dá. Os desafios são grandes, mas a gente sabe que com a força de Deus e do povo é possível construir alternativas para melhorar Pernambuco. Estamos saindo como servidores e muito determinados a trabalhar por um Estado melhor cada vez mais", afirmou o governador Paulo Câmara, que afirmou também estar trabalhando muito, todos os dias, para melhorar os serviços públicos, principalmente a segurança, a saúde e a educação.

    Na visita ao morro, Paulo estava acompanhado da primeira-dama, Ana Luíza Câmara, do prefeito Geraldo Julio, da primeira-dama do Recife, Cristina Mello, e de Renata Campos e da filha, Eduarda. Os secretários Nilton Mota (Casa Civil); João Campos (Chefe de Gabinete); Felipe Carreras (Turismo, Esportes e Lazer); Antônio Figueira (Assessoria Especial); Antônio de Pádua (Defesa Social); Marcelo Canuto (executivo da Casa Civil); Roberto Franca (executivo da Casa Civil); Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos); João Suassuna (executivo de Criança e Juventude); e o deputado federal Tadeu Alencar também acompanharam.

    A aposentada e devota de Nossa Senhora da Conceição Maria José do Nascimento, de 68 anos, contou que sobe o Morro desde criança, ainda com a mãe, e que, além da tradição de subir as ladeiras, vai ao Santuário para agradecer. "Nossa Senhora é minha mãe do céu e a auxiliar de Deus no processo de salvação. E eu criei meus filhos juntos com ela, pois foi ela que olhou por eles quando eu não estava, então, só me resta agradecer a ela por essa bênção", celebrou a fiel.

     

  • A bomba de Palocci contra Lula e o PT

    A imagem acima foi captada no encontro da Cúpula América do Sul-Áfri­ca, que aconteceu na Venezuela em 2009. Lula era presidente do Brasil pela segunda vez e o ditador Muamar Kadafi ainda comandaria a Líbia por mais dois anos, antes de ser deposto, capturado e executado. Não é uma cena protocolar, como se observa no aperto de mão informal. A fotografia retrata dois líderes que se diziam “irmãos”. Durante 42 anos, Kadafi governou a Líbia seguindo o protocolo dos tiranos. Coronel do Exército, ele liderou um golpe em 1969. No poder, censurou a imprensa, reprimiu adversários e impôs leis que permitiram punições coletivas, prisão perpétua, tortura e morte a quem contrariasse o regime. Dinheiro líbio também financiou grupos terroristas e movimentos políticos em vários cantos do planeta. Entre os que receberam recursos da ditadura líbia estavam, de acordo com o ex-minis­tro Antonio Palocci, o PT e seu líder máximo, o ex-presidente Lula.

    A revelação de Palocci está contida na sua proposta de delação entregue ao Ministério Público. Segundo ele, em 2002 Kadafi enviou secretamente ao Brasil 1 milhão de dólares para financiar a campanha eleitoral do então candidato Lula. Fundador do PT, ex-­prefeito de Ribeirão Preto, ex-ministro da Fazenda do governo Lula e ex-­chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff, Palocci esteve no centro das mais importantes decisões do partido nas últimas duas décadas. Condenado a doze anos por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, há sete meses ele negocia um acordo de delação premiada. Em troca de redução de pena, compromete-se a contar detalhes de mais de uma dezena de crimes dos quais participou. Um dos capítulos da colaboração trata das relações financeiras entre Lula e o ditador líbio — e tem potencial para fulminar o partido e o próprio ex-presi­dente.

  • Tiririca anuncia que não disputará reeleição: Saio com vergonha

    Mais votado do país em 2010, com cerca de 1,3 milhão de votos, o deputado federal e palhaço Tiririca (PR-SP) anunciou nesta quarta-feira que não vai disputar a reeleição no ano que vem e afirmou que vai deixar da Câmara “triste” e “com vergonha” com o que viu durante o mandato.

    “Estou saindo (da Câmara) triste para caramba com o que vi. Saio totalmente com vergonha. Vamos esquecer um pouco as brigas, o ego e olhar para o nosso povo”, disse o parlamentar em seu “primeiro e último” discurso em plenário desde que assumiu o cargo em 2010.

    “A gente sabe que todos nós ganhamos bem para trabalhar. E nem todos trabalham. São 513 deputados, só oito são assíduos. E eu sou um desses oito. Um palhaço de circo.”

  • Havendo voto, vai a voto, diz Temer sobre reforma da Previdência

    O presidente Michel Temer repetiu que só colocará em votação a proposta de reforma da Previdência se houver segurança de aprovação. “Havendo voto, vai a voto”, disse. A declaração foi dada após almoço com o presidente da Bolívia, Evo Morales.

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reforçou o entendimento do presidente sobre o calendário de votação da reforma, que não será pautada enquanto as condições não forem favoráveis ao governo. “Vamos fazer conta primeiro para ver se a gente tem número. A gente não vai a voto sem número.”

    Como se trata de alteração constitucional, o governo precisa de 308 votos para aprovar a proposta em dois turnos.

    Temer se disse otimista por uma combinação de fatores, como o apoio da imprensa, o aumento da compreensão do que é a proposta, o entendimento pela sociedade de que a mudança é “indispensável” e a maior sensibilização de deputados e senadores. “Vocês batem em mim, mas não na reforma.”

    O presidente atribuiu essa melhora às reuniões do fim de semana. Entretanto, não se arriscou a mensurar as chances de aprovação da reforma numa escala de zero a 10.

    O presidente afirmou que conversou com o presidente do PSDB, Alberto Goldman, e ouviu dele que “muito possivelmente” trabalharia para que o partido feche questão em torno da reforma. Maia admitiu que, se a bancada do PSDB fechar questão, outros também devem seguir o exemplo dos tucanos.

  • Marconi lança Plano Municipal de Segurança Pública nesta segunda (04)

    Preocupado com as questões de segurança pública no município de Flores, o prefeito Marconi Santana decidiu lançar um plano de ações para debater e consolidar políticas públicas que, sejam efetivas para garantir a segurança dos cidadãos florenses, tanto da zona rural, como da zona urbana.

    De acordo com Marconi “É preciso que toda a sociedade, empresários e comerciantes estejam engajados nesse debate. Desde já, eu convido o empresariado, aqueles que fazem o comércio de nossa cidade, para discutirmos de forma ampla essa questão de segurança pública em nossa terra. O arrombamento de bancos, da agência dos correios agora, tudo isso requer uma maior participação de nossa sociedade, para que possamos encontrar o caminho efetivo para o combate contra esses desmandos”, pontuou o prefeito.

    A reunião acontecerá, logo mais, às 18:30hs (seis e meia da noite), no auditório da Prefeitura Municipal.

  • Após recepcionar Paulo Câmara (PSB), Duque (PT) se engaja em pré-campanha de Marília (PT)

    Principal estrela do Partido dos Trabalhadores - PT em Pernambuco, Luciano Duque, prefeito de Serra Talhada, abraçou à pré-caminhada de Marília Arraes do mesmo partido, principal rival do Palácio do Campo das Princesa, rumo a disputa pela cadeira de governador.

    Após recepcionar o governador Paulo Câmara (PSB), o petista alargou os passos e neste sábado (2) e esteve acompanhando a agenda da neta de Arraes, nas cidades de Surubim e Bom Jardim.

    O registro do prefeito, em rede social foi carregado de entusiasmo e otimismo em prol do projeto político de Marília..

    "Estou participando de uma intensa agenda com a nossa pre-candidata a governadora de Pernambuco, Marília Arraes. Em Surubim muita gente veio debater com a gente e contribuir para a construção de um programa de governo participativo e que recoloque o Estado no caminho do desenvolvimento", escreveu Duque no facebook completando:

    "Saí muito animado de Surubim. A caminhada tá ficando cada vez melhor e mais pessoas se incorporando a esse projeto que vai ser vitorioso".


  • Kaio diz que não vai descansar enquanto não concluir as obras de urbanização do bairro Mutirão

    O deputado federal licenciado, Kaio Maniçoba (PMDB), hoje auxiliar de Paulo Câmara (PSB), na pasta de habitação, esteve em Serra Talhada visitando neste sábado (02), vários correligionários e na ocasião aproveitou para vistoriar a retomada dos trabalhos de urbanização odo bairro Mutirão.

    Durante a visita técnica, Kaio recebeu o carinho dos moradores e foi prestigiado por Regina Gualberto (liderança política na comunidade) e pelos os vereadores Nailson Gomes, Rosimério de Cuca e César Caike - Diretor de Turismo do governo Duque (PT).

    Durante a visita, o Secretário de Habitação, garantiu que a obra não sofrerá mais paralização.

    "Estou cuidando pessoalmente desta obra. Não vou descansar enquanto não fizer esta entrega tão esperada pelos os moradores do Mutirão", garantiu Kaio.

    Kaio Maniçoba também foi à zona rural do IPA, junto com o vereador e Presidente da Câmara de Vereadores Nailson Gomes, onde na oportunidade prestigiou um partida de futebol.

     

     

  • Marina Silva lança oficialmente pré-candidatura à presidência

    A ex-senadora e fundadora da RedeMarina Silva, lançou-se oficialmente como pré-candidata à presidência da República na tarde deste sábado.

    Em evento em Brasília, Marina disse que a definição da chapa ainda não foi feita — e será anunciada até agosto do próximo ano. No encontro com correligionários da Rede, Marina destacou a força jovem do partido, lembrou que está perto de completar 60 anos e agradeceu a presença da ex-senadora Heloísa Helena. “A seiva da caatinga alimenta as samaúmas da Amazônia”, disse.  

  • Impopular, Temer ainda pensa em disputar a reeleição

    Em certas situações, há uma diferença abissal entre o que os políticos dizem em público e o que armam nos bastidores. Na quarta-feira 29, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, declarou que o presidente Michel Temer não tem a pretensão de disputar a reeleição: “O presidente diz, desde sempre, que cumprirá sua missão se conseguir colocar o Brasil nos trilhos. E, graças a Deus, o Brasil está começando a andar nos trilhos”.

    Nos gabinetes de Brasília, no entanto, o mesmo Padilha aparece como entusiasta da candidatura de Temer à reeleição. Seu principal parceiro nesse projeto é o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco. Para a dupla, Temer, o mandatário mais impopular desde a redemocratização do país, pode conquistar um novo mandato se reerguer a economia. O crescimento do PIB e do nível de emprego transformaria a rejeição recorde de hoje em votos em 2018.

    Não é só a economia que alimenta esse sonho eleitoral. Acusados de cobrar propina, Padilha e Moreira, identificados como “Primo” e “Gato Angorá” nas planilhas da Odebrecht, apostam na reeleição para que eles mesmos, além de Temer, preservem o foro privilegiado.

    Fonte: Veja

  • Em ST, Câmara diz que vai combater o tráfico de drogas e Duque agradece a ajuda do governador

    Imagens: reprodução facebbok/Junior Finfa

    Durante o ato de entrega do Posto Policial Avançado do Bairro Vila Bela, nesta sexta-feira (1), Duque enumerou as ações de seu governo no bairro Vila Bela quando usou o microfone, e agradeceu ao governador com as seguintes palavras: Nós temos creche, temos escola, temos posto de saúde e vamos fazer outro, mas o sonho dessa comunidade era segurança, e agora eu agradeço ao governador Paulo Câmara por ter nos ajudado a atender a mais essa reivindicação e esse sonho do povo do Vila Bela, e digo mais! O prefeito de Serra Talhada é um prefeito que pede muito, mas que também sabe agradecer.

    Por fim, Paulo Câmara disse que não vai descansar enquanto não combater o tráfico de drogas, e afirmou estar trabalhando para que, a partir de fevereiro, delegados estejam presentes em todas as delegacias do estado, e acrescentou ressaltando que "os crimes já diminuíram e vamos atuar integrados com os municípios, mesmo diante da crise estamos trabalhando, onde na educação, temos a melhor do País. Agora em Janeiro estarei aqui, para assinar a ordem de serviço para o início da terraplanagem do Hospital Regional de Serra Talhada", declarou o governador.

  • Em ato ao lado do governador, Sebastião destaca parceria de Duque e agradece “de coração

    Imagem: Sabrina Oliveira

    Na manhã desta sexta-feira, 01 de Dezembro, o Prefeito Luciano Duque reuniu num palanque só vários nomes e lideranças da política do estado de Pernambuco. O fato aconteceu por ocasião da solenidade de entrega do Posto Avançado da Polícia Militar, no bairro Vila Bela.

    No palanque, junto com o Governador Paulo Câmara e o Prefeito, estavam os Deputados federais e estaduais Gonzaga Patriota, Rodrigo Novaes, Lucas Ramos e Tadeu Alencar, além dos secretários de governo e deputados licenciados Sebastião Oliveira e Kaio Maniçoba, junto com Antonio de Pádua, secretário de defesa social de Pernambuco.

    Antônio de Pádua em seu discurso disse: “Nós temos um projeto de interiorização da polícia científica para o sertão. Serra Talhada está de parabéns! Agradeço ao prefeito a colaboração e o empenho para podermos instalar esse equipamento aqui”.

    O Deputado estadual Rodrigo Novaes aproveitou a oportunidade para tecer agradecimentos ao governador e ressaltar que Paulo Câmara foi o governador que mais fez e faz pelo povo do sertão pernambucano.

    Kaio Maniçoba, secretário de habitação, destacou que “essa é uma das obras importantes que o senhor vem trazendo pra Serra, dentre todas as outras que o senhor já trouxe para cá. Sabemos que o senhor tem um olhar carinhoso por Serra Talhada e por nossa região. Agradeço também, pelas obras do Mutirão que saíram do papel, e pela obra da praça da matriz, que será mais uma conquista para a população serra-talhadense e, tenho certeza que com a parceria forte que temos com o Prefeito Luciano Duque, em breve, creio que o governo do estado também vai tirar do papel o projeto de uma delegacia da mulher para Serra Talhada”, declarou Maniçoba.

    Já o secretário de transportes e opositor de Duque, Sebastião Oliveira, usou em sua fala um tom de união e confraternização dizendo que “os serratalhadenses sabem que a cidade é um canteiro de obras realizadas pelo governo do estado. Esta ação, em parceria com a prefeitura municipal, vai melhorar muito a questão da segurança para os moradores e a juventude do bairro Vila Bela. Em breve voltaremos com o governador para inaugurar o hospital geral do Sertão aqui ao lado. Agradeço de coração ao prefeito Luciano Duque, por essa parceria e colaboração”, pontuou Oliveira, quebrando qualquer clima de disputa que houvesse no evento.

     

     

  • Ao rebater Sidney, Ricardo diz que hospital foi fechado na gestão anterior e que vai iniciar reforma

    O prefeito de Princesa Isabel, na Paraíba, Ricardo Pereira, recebeu duras críticas de um de seus adversários políticos: Sidney, que faz parte do bloco de oposição ao governo do município, grupo este, derrotado nas últimas eleições municipais.

    No facebook, Sidney publicou o seguinte: “Informações preliminares indicam o fechamento do histórico hospital São Vicente de Paula em Princesa Isabel, assim como dezenas de demissões de contratados. Se isso for confirmado, teremos a prova cabal do descaso absurdo do atual gestor com a saúde e a educação dos munícipes de nossa cidade. Justificar tal feito como” economia” é tripudiar da nossa inteligência. Ele age às custas dos principais pilares de uma sociedade. SAÚDE É VIDA!”

    Outras críticas foram dirigidas ao prefeito por parte de seus oposicionistas em relação às demissões que aconteceram na cidade por parte da prefeitura. Segundo os opositores, Ricardo Pereira está demitindo porque gasta milhares com festas e não se preocupa em manter as finanças da máquina pública em dia.

    Em contato com Júnior Campos, o prefeito rebateu as críticas e afirmou que “os funcionários serão remanejados para outros serviços. Quanto as demissões dos contratados, nosso compromisso é pagar o décimo terceiro e a folha dos efetivos. Nesse intervalo vamos iniciar uma grande reforma. O Laboratório vai continuar funcionando normalmente. Uma vez que as especialidades somente retornam em fevereiro. Nenhuma contratação temporária pode estar acima do compromisso de pagar os efetivos e aposentados”, pontuou.

    Ricardo Pereira ainda lembrou que o Hospital foi fechado pela Gestão anterior, e ressaltou que todos os PSF’s da cidade têm médicos, e qualquer atendimento de emergência deve ser direcionado para uma UPA ou Hospital Regional. 

  • Na tribuna da ALEPE, deputado diz que PE-340 só tem buracos, crateras e que sofre descaso

    O deputado Augusto César (PTB) foi à Tribuna, durante a Reunião Plenária desta terça (28), para pedir ao Governo do Estado a recuperação da Rodovia PE-430, que faz a ligação entre a BR-232 e o município de São José do Belmonte, no Sertão Central.

    O parlamentar, que visitou a cidade no último fim de semana, considerou haver “descaso” com a situação. “Os buracos, na realidade, são crateras. Em todo o trecho, o acostamento já nem existe mais. Sem qualquer sinalização, a estrada está totalmente intransitável. Um verdadeiro abandono por parte do Governo do Estado”, expôs.

    Segundo o petebista, nas circunstâncias em que a rodovia se encontra, uma operação tapa-buraco já não resolve, sendo necessária “uma revitalização completa”. “A população vem sendo penalizada, com acesso comprometido, pneus furados, carros quebrados e insegurança. Um perigo para quem precisa circular no local. Deixo registrado o meu apelo para que ações imediatas e eficazes sejam tomadas”, reforçou. No discurso, Augusto César ainda elogiou a gestão do prefeito de São José do Belmonte, Romonilson Mariano, que citou como um modelo a ser seguido pelo governador Paulo Câmara.

     

  • Foragido há quatro dias, presidente do PR se entrega à PF em Brasília

    Após quatro dias foragido, o ex-ministro dos Transportes e presidente do Partido da República (PR) Antonio Carlos Rodrigues se entregou nesta terça-feira à Polícia Federal em Brasília.

     

    Rodrigues era procurado desde o dia 24, quando a Justiça determinou sua prisão pelos crimes de corrupção, extorsão, participação em organização criminosa e falsidade ideológica.

     

    O presidente do PR é investigado na mesma ação que resultou na prisão dos ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha – ambos do PR.

     

    A prisão do ex-senador tem relação com o depoimento prestado por Ricardo Saud, da JBS, à PF, no qual ele diz ter feito pagamentos ao PR em troca de apoio do partido à chapa da então presidente Dilma Rousseff, em 2014.

     

    Segundo o empresário, o contato era feito por meio do senador e o repasse para o partido, segundo Saud, chegou a 36 milhões de reais. O pagamento teria sido feito por meio de doação oficial fraudada, uso de notas frias e propina paga em espécie. Saud afirmou na delação que se encontrou com Antonio Carlos Rodrigues “não menos que dez vezes”.

    Fonte: Veja