A Justiça foi favorável ao parecer do Ministério Público e decretou a prisão preventiva de Alexsandro da Silva Aureliano, 24 anos, acusado de assassinar cruelmente a estudante da Escola Solidônio Leite, Gyslane Ágda, de apenas 17 anos. Alexsandro, que não tinha qualquer ligação com a vítima, enterrou Gyslane numa cova rasa próximo de onde ele mesmo mora, no bairro da Caxixola. Diante os requintes de crueldade do crime, o acusado vem…